Topo

Ministro de Bolsonaro grava vídeo de apoio ao Athletico contra o River

General Augusto Heleno, ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) - Dida Sampaio/Estadão Conteúdo
General Augusto Heleno, ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) Imagem: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

Do UOL, em Santos (SP)

22/05/2019 13h08

O general Augusto Heleno, ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) do governo Jair Bolsonaro, gravou um vídeo (veja mais abaixo) de apoio ao Athletico, que na noite de hoje encara o River Plate-ARG no primeiro jogo da decisão da Recopa Sul-Americana, na Arena da Baixada.

Com a foto do presidente Jair Bolsonaro de fundo e uma camisa do Athletico pendurada em uma cadeira, Augusto Heleno aparece desejando sorte ao time paranaense e alerta para eles não caírem nas provocações da equipe argentina.

"Jogo com o River Plate amanhã, na famosa Arena da Baixada. Nós estamos todos torcendo por vocês, muito, e tenho certeza que vocês vão dar o sangue para levar a vitória. Tem que aproveitar que esse primeiro jogo é na Arena, o outro é na terra deles, então aproveitem, muita sorte, muita capacidade de aguentar as provocações, não aceitem provocações...", disse.

"Isso eu nem devo estar falando porque isso é pregação do técnico, mas estou me adiantando, e tenho certeza que vocês serão bem-sucedidos. Estamos confiando muito nesse time do Athletico, que já demonstrou garra, vontade e a capacidade de jogar futebol, que é o mais importante. Um grande abraço e sejam muito felizes nesse primeiro jogo", acrescentou o general em vídeo que circula nas redes sociais.

Vale lembrar que o Athletico, através do presidente do Conselho Deliberativo, Mario Celso Petraglia, demonstrou apoio público a Jair Bolsonaro durante a eleição presidencial ocorrida no ano passado.

Em jogo contra o América-MG válido pelo Campeonato Brasileiro do ano passado, todos os jogadores - exceto o zagueiro Paulo André - entraram em campo com uma camiseta amarela com a frase "Vamos todos juntos por amor ao Brasil". O clube, inclusive, acabou punido pelo STJD por conta da manifestação.