Topo
Comprar ingresso
Comprar ingresso

Corinthians freta voo para Venezuela após reclamar de "humilhação"

Reprodução/Twitter
Imagem: Reprodução/Twitter

Arthur Sandes

Do UOL, em São Paulo (SP)

22/05/2019 15h29

O Corinthians resolveu o problema de voo à Venezuela, país em que visita o Deportivo Lara na próxima quinta-feira (30), pela Copa Sul-Americana. A logística da viagem chegou a irritar um diretor alvinegro, mas a 'dor de cabeça' do deslocamento foi resolvido com um avião fretado.

Desde o início o Corinthians priorizou o fretamento de um avião, pois entrar ou sair da Venezuela em voos comerciais é complicado devido ao momento delicado sob a ditadura de Nicolás Maduro. Houve certa dificuldade porque as companhias aéreas têm pouco interesse de viajar ao país vizinho. Em voos comerciais, por exemplo. só uma empresa ainda viaja de São Paulo a Caracas, mas no melhor dos casos a viagem dura 10 horas - algumas opções levam até 32 horas.

A ida à Venezuela é especialmente complicada porque o país vive crise humanitária. Há escassez de alimentos, quedas de energia, falta de combustível e inflação anual na casa dos milhões, o que faz os preços subirem todos os dias. Tentando se proteger, o Corinthians deve repetir a estratégia usada na visita de 2018 e levar na bagagem tudo o que precisar consumir nos dias em que estiver no país.

A complexidade é tamanha, que o diretor adjunto de futebol do Timão, Jorge Kalil, desabafa sobre a ida a um país tão abalado. "O Corinthians não pode ser tratado com esse desdém [pela Conmebol], é uma humilhação. Nós estamos falando de um campeão do mundo sendo submetido a essas condições. Na minha opinião pessoal isso não é certo; se não há condições de ter um jogo lá, que seja em outro país", disse Kalil, ao UOL Esporte. Ele tomou o cuidado de separar sua percepção particular da posição institucional do clube, que evitou se pronunciar oficialmente neste sentido.

Clubes brasileiros estiveram na Venezuela recentemente, mas não sem grande desgaste. O Atlético-MG, por exemplo, perdeu longas horas em uma escala no Panamá antes de visitar o Zamora. Semanas antes, o Cruzeiro havia saído do Brasil 55 horas antes de a bola rolar para o jogo contra o mesmíssimo Deportivo Lara, adversário do Corinthians.

Os times se enfrentam às 19h15 (de Brasília) de amanhã (23), na Arena Corinthians, pela partida de ida da segunda fase da Copa Sul-Americana. A volta será às 17 horas da quinta-feira que vem (30), no Estádio Metropolitano de Lara.

Time venezuelano já errou de companhia aérea

O Deportivo Lara precisava enfrentar o Cruzeiro em 13 de março, mas não conseguiu entrar no Brasil a tempo. O time contratou a empresa aérea Turpial Airlines, que não tinha licença da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) para operar no espaço aéreo brasileiro. A burocracia se estendeu por dias, e o jogo acabou adiado pela Conmebol por duas semanas.

Desta vez, ao invés de tentar voo fretado ao Brasil, a delegação venezuelana foi de Caracas a Bogotá, na Colômbia, onde há mais voos comerciais para o Aeroporto Internacional de Guarulhos. O time saiu de casa na tarde de segunda-feira (20) e pousou em solo brasileiro no início da manhã de ontem.

Drogba explica por que não fechou com o Corinthians em 2017

UOL Esporte
Errata: o texto foi atualizado
Contrariando o que foi publicado em uma versão anterior deste texto, o Corinthians visita o Deportivo Lara-VEN, na Venezuela, no dia 30 de maio. O jogo de ida, em São Paulo, será disputado amanhã (23). A informação foi corrigida.
ESPN, Ei PLus e Fox Sports

Assista aos jogos e programas de ESPN, EI Plus e Fox Sports sem TV a cabo.