PUBLICIDADE
Topo

Sampaoli escancara preferência por Vila Belmiro: "Santos pertence a Santos"

Jorge Sampaoli grita na Vila Belmiro durante jogo do Santos - Ivan Storti/Santos FC
Jorge Sampaoli grita na Vila Belmiro durante jogo do Santos Imagem: Ivan Storti/Santos FC

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

03/05/2019 08h00

O técnico Jorge Sampaoli voltou a escancarar sua preferência por atuar na Vila Belmiro na noite de ontem, após o Santos vencer o Fluminense por 2 a 1, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro.

O argentino já deixou claro em mais de uma oportunidade que prefere atuar "em casa", como ele próprio já disse, ao invés de subir a serra para jogar no Pacaembu, em São Paulo.

"Queremos jogar aqui, como parte do clube quero jogar onde o Santos pertence. E pertence a Santos. Em São Paulo, pode haver mais gente, mas a gente de São Paulo pode nos ver em casa. Sempre dou meu ponto de vista (à diretoria). Estar num lugar com sentido de pertencimento. Se não existe, é difícil gerar em outra cidade. Essa é a cidade do Santos. Falo isso a qualquer dirigente", disse.

Nos bastidores há uma queda de braço entre o comandante e a diretoria do Peixe, que teve como promessa de campanha mandar 50% dos jogos do Santos no estádio da capital. O argumento é que o público e a renda são maiores no Pacaembu, mas o UOL Esporte já mostrou que os gastos também são consideravelmente maiores.

Neste ano, devido às reformas realizadas na Vila Belmiro, o Peixe mandou a maioria dos jogos na capital: foram nove jogos no Pacaembu contra apenas quatro na Vila. O desempenho como mandante da equipe de Jorge Sampaoli na temporada é muito bom: venceu 11 dos 13, empatou um e perdeu outro, sendo que as duas partidas sem vitória ocorreram em São Paulo.

A próxima partida com mando do Santos no torneio nacional será no Pacaembu, diante do Vasco, e a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) também já confirmou o clássico contra o Corinthians para o estádio da capital, atendendo ao pedido do Peixe. Sampaoli foi contra a decisão e tentou manter os dois jogos na Vila.

Santos