PUBLICIDADE
Topo
Comprar ingresso
Comprar ingresso

Corinthians

Corinthians pega Racing para sobreviver a mês decisivo e minimizar pressão

Importante no jogo de ida, Pedrinho deve ser titular hoje à noite contra o Racing, pela Copa Sul-Americana - Alan Morici/Ag. Corinthians
Importante no jogo de ida, Pedrinho deve ser titular hoje à noite contra o Racing, pela Copa Sul-Americana Imagem: Alan Morici/Ag. Corinthians

Arthur Sandes e Samir Carvalho

Do UOL, em São Paulo

27/02/2019 04h00

As ressalvas são muitas, é verdade, mas o Corinthians chega a seu último compromisso em fevereiro estando a uma vitória de sobreviver a um mês que tem sido bastante duro. O time ainda não rende o seu melhor, por isso chega à visita ao Racing Club (ARG) com mais problemas do que soluções. O duelo às 21h30 (de Brasília) de hoje, no Cilindro de Avellaneda, vale uma vaga na segunda fase da Copa Sul-Americana e o alívio diante de um cenário que pode ser de relativa pressão.

Os problemas do Corinthians são crônicos: erros na bola aérea defensiva e certa dificuldade na armação. Mas por enquanto, mesmo com falhas latentes, o time não sofreu tantos arranhões em 2019. Em fevereiro, mês considerado decisivo logo no começo da temporada, foram dois clássicos vencidos e duas classificações na Copa do Brasil, contra Ferroviário-CE e Avenida-RS - estas com mais sofrimento do que bom futebol. Agora chegou a maior decisão do período, e talvez o maior desafio do primeiro semestre.

Após o empate por 1 a 1 na Arena, o Corinthians precisa vencer o Racing ou empatar por dois ou mais gols para se classificar no tempo normal - a repetição do placar levaria tudo aos pênaltis. Um triunfo na Argentina diminuiria muito o senso de urgência sobre os ajustes necessários e daria maior tranquilidade a Fábio Carille, que até aqui vê a equipe ter bons resultados sem grande desempenho.

O modelo de jogo está definido, tendo uma linha de três criadores atrás do centroavante; mas os nomes dos titulares só agora vão ficando mais claros. Carille já usou 18 jogadores entre o meio-campo e o ataque nesta temporada, o que serviu bem para observar suas peças mas resultou em demora para o time entrosar e se organizar melhor em campo. Há algumas semanas havia grande dúvida se a equipe conseguiria se ajustar a tempo das decisões de fevereiro, mas tudo tem saído relativamente como o esperado até aqui.

A única certeza absoluta no ataque é Gustagol, autor de sete gols e presente em todos os 12 jogos disputados pelo Corinthians no ano. Sornoza também se destaca com suas cinco assistências; e Pedrinho tem pedido passagem para atuar pelo meio durante a ausência do lesionado Jadson, mas deve ser usado um pouco mais aberto contra o Racing.

Na defesa, há urgência quanto aos cruzamentos: oito dos 12 gols sofridos neste ano nasceram de bolas jogadas na área corintiana. As falhas foram visíveis inclusive no jogo de ida contra o Racing, que chegou a ter um gol anulado na Arena após escanteio - Solari estava ligeiramente impedido. Desde então houve gols sofridos pelo alto contra São Paulo e Avenida-RS.

O Corinthians tem a volta de Danilo Avelar, que estava suspenso na primeira partida. Além de Jadson, Gabriel é desfalque porque se recupera de cirurgia, enquanto Júnior Urso não foi à Argentina por não ter sido inscrito a tempo na Sul-Americana. No mais a equipe está completa após Carille poupar boa parte dos titulares na vitória por 1 a 0 sobre o Botafogo-SP.

Do lado de lá da decisão, o Racing não conta com Centurión, que além de cumprir suspensão está afastado do elenco por indisciplina. O zagueiro Sigali também é desfalque pois sofreu traumatismo craniano durante o clássico do último sábado (23) contra o Independiente - ele já teve alta, mas não joga. No mais, o ataque titular tem o ex-palmeirense Cristaldo ao lado de Andrés Ríos, autor do gol argentino no jogo de ida. Desta forma os titulares Cvitanich e Lisandro López começariam no banco de reservas porque o time prioriza a disputa do Campeonato Argentino, do qual é líder isolado a cinco rodadas do final.

Ficha Técnica

Racing Club (ARG) x Corinthians

Data: 27 de fevereiro de 2019
Horário: 21h30 (de Brasília)
Local: Estádio Presidente Perón (Cilindro), em Avellaneda (ARG)
Árbitro: Wilmar Roldán (COL)
Assistentes: Alexander Guzmán (COL) e Dionisio Ruiz (COL)

Racing: Arias; Pillud, Domínguez, Schlegel e Soto; Julián López, Solari, Cardozo e Ojeda; Andrés Ríos e Cristaldo. Técnico: Eduardo Coudet.

Corinthians: Cássio, Fagner, Manoel, Henrique e Danilo Avelar; Ralf, Ramiro e Sornoza; Pedrinho, Clayson e Gustagol. Técnico: Fábio Carille.

Corinthians