PUBLICIDADE
Topo

Esporte

"Libertem, Neres": ex-SPFC é colocado no banco e tema gera polêmica no Ajax

David Neres e o técnico Erik ten Hag - VI Images via Getty Images
David Neres e o técnico Erik ten Hag Imagem: VI Images via Getty Images

Marcus Alves

Colaboração para o UOL, de Lisboa (POR)

13/02/2019 04h00

No fim de janeiro, em uma das principais mesas redondas do futebol holandês, na Fox Sports local, a discussão girava em torno da goleada de 6 a 2 sofrida pelo Ajax contra o rival Feyenoord. Em determinado momento, um dos participantes revelou um bastidor sobre o time de Amsterdã, dizendo que havia sido "uma confusão no vestiário" porque o brasileiro David Neres não havia sido titular e entrado somente aos 15 minutos do segundo tempo.

Foi, então, que surgiu a pergunta sobre a origem dessas informações. Como o repórter se negou naturalmente a abrir a sua fonte, o ex-jogador dinamarquês Kenneth Perez, então, o criticou e passou a descredenciá-lo ao vivo.

O episódio dá um pouco da ideia do que se passa no Ajax que recebe o Real Madrid logo mais, às 18h (de Brasília), em confronto de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões. A reserva de Neres é uma das controvérsias da vez que agita o país. Ninguém compreende.

Prestes a completar 22 anos, o meia-atacante ficou de fora do onze inicial nos últimos seis compromissos e viu do banco de suplentes a equipe comandada pelo técnico Erik ten Hag ser derrotada por 1 a 0 pelo modesto Heracles Almelo, no fim de semana passado.

Ao fim do jogo, em votação realizada pela Fox, 87% dos telespectadores votaram que o ex-são-paulino deveria ter sido utilizado na partida.

A insatisfação com o trabalho de ten Hag chegou ao ponto de os torcedores se organizarem nas redes sociais para fazer uma campanha pela volta de Neres recorrendo à hashtag #freeneres (em tradução literal, "libertem, Neres"). O assunto se tornou um dos mais comentados no Twitter e tem pautado as entrevistas coletivas do clube.

No tropeço contra o Heracles, ten Hag foi confrontado com a situação do jovem jogador e negou qualquer problema pessoal com ele.

"É claro que o Neres segue sendo considerado e em nossos planos", afirmou. "É uma possibilidade sempre em mente trazê-lo para as partidas, mas temos muitos outros jogadores que podem mudar o jogo também. O problema é que precisávamos de peças para atuar por trás da linha do ataque, por isso, a alternativa por Labyad. A ligação não seria feita com a mesma qualidade por outro nome", completou.

Ao contrário do que aconteceu na temporada passada, quando foi absoluto, Neres não tem atuado mais aberto na ponta direita. Ele foi deslocado para o centro do campo, onde a briga por uma vaga é também maior.

Ainda assim, sempre que acionado, o camisa 7 tem respondido à altura, como aconteceu na goleada de 6 a 0 sobre o VVV-Venlo, no início do mês, ao entrar no final e, em menos de 20 minutos, fazer o seu gol e distribuir duas assistências. O desempenhou aumentou ainda mais a pressão sobre a comissão técnica.

David Neres - Laurens Lindhout/Soccrates/Getty Images - Laurens Lindhout/Soccrates/Getty Images
Imagem: Laurens Lindhout/Soccrates/Getty Images

Com contrato renovado até 2022, ele recebeu uma oferta superior a 45 milhões de euros (R$ 183 milhões) do Ghangzhou Evergrande, da China, na última janela de transferências. Conforme apurado pelo UOL Esporte, existe o acordo verbal com o seu estafe de que a sua saída será analisada com carinho no verão. O mercado no país asiático volta a abrir em julho.

Plenamente adaptado a Amsterdã e morando em IJburg, uma região da cidade construída em ilhas artificiais, ele foi capa recente da revista Voetbal International, a principal do país. Em sua chamada, a manchete: "o Ajax como a porta para a Europa". Não resta dúvida de que é apenas uma questão de tempo para alçar outros voos.

Esporte