PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Por que Paulo Henrique Ganso se aproximou de acerto com Fluminense

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

17/01/2019 04h00

Próximo de acertar empréstimo de um ano com o Fluminense, Paulo Henrique Ganso vê o Tricolor como um clube sob medida para reencontrar seu futebol, mas antes teve de conviver com algumas portas fechadas até iniciar o namoro.

Insatisfeito no Amiens, o camisa 10 teve seu nome oferecido a Flamengo, Santos, São Paulo e Cruzeiro. Por uma ou outra razão, nenhum dos clubes levou adiante o negócio. As portas fechadas o aproximaram de um destino até então improvável. Em meio à sua busca por minutos e protagonismo, o Fluminense surgiu como um casamento possível e bom para os dois lados, já que Ganso deve encontrar nas Laranjeiras um ambiente totalmente favorável a ele. Some-se a isso a grande mobilização da torcida tricolor desde que o interesse foi noticiado.

Giovanna Costi, esposa de Paulo Henrique Ganso, escreveu nos comentários de uma publicação em seu Instagram que o São Paulo "não quis" contratar o meia nesta janela. E assim foi. O atleta conseguiu liberação do empréstimo ao Amiens, da França, e recebeu autorização do Sevilla, da Espanha, para encontrar um clube no Brasil. O Tricolor paulista, de fato, não colocou o ex-tricolor em sua lista de desejos.

Essa decisão passou pelo desejo da comissão técnica, que priorizou a busca por atletas de maior vigor físico, identificando que o time sofreu por ficar pesado demais ao longo da última temporada. A diretoria chancelou a ideia e, de todas as contratações para 2019, apenas o ídolo Hernanes está acima dos 30 anos - o Profeta tem 33.

Ganso completará exatamente 30 anos de idade em outubro, atuou apenas 31 vezes nos últimos dois anos e meio e ocuparia um espaço no elenco que tem o próprio Hernanes e o já veterano Nenê, que também está na mira dos cariocas. A cúpula do Morumbi entende que seria uma contratação cara para um jogador que precisaria chegar para disputar posição.

Poucos dias após ser apresentado no Santos, Sampaoli mencionou o nome de Ganso e disse ter recomendado sua contratação ao presidente José Carlos Peres. Como não teve muitas chances na Espanha no período em que o argentino foi seu comandante no Sevilla, a volta ao clube que o revelou foi de pronto descartada.

Quem também não se entusiasmou foi o Flamengo, que desembolsou uma fortuna para trazer Rodrigo Caio, De Arrascaeta, Gabigol, e ainda mira outros alvos para posições carentes. Ganso também foi oferecido ao Cruzeiro, mas a Raposa optou por investir em Rodriguinho.

Mais perto de sua primeira experiência no futebol do Rio de Janeiro, o apoiador aguarda o desfecho dos trâmites burocráticos entre Flu e Sevilla. A proposta oficial já está na mesa dos espanhóis, e a expectativa tricolor é que até sexta-feira o negócio seja sacramentado.

Futebol