PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Santos aposta em Renato e crise no Besiktas para fechar com ex-Barça

Lateral Adriano tenta sair de graça do Besiktas e facilitar retorno ao Brasil - Maurizio Lagana/Getty Images
Lateral Adriano tenta sair de graça do Besiktas e facilitar retorno ao Brasil Imagem: Maurizio Lagana/Getty Images

João Henrique Marques e Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

15/01/2019 04h00

A boa relação do diretor executivo do Santos, Renato, com o lateral esquerdo Adriano, do Besiktas, deixa o clube confiante no desfecho positivo da negociação. É o ex-jogador que iniciou o contato e passa retorno otimista internamente. Há a expectativa de que o reforço seja assegurado no decorrer da semana sem altos custos, já que o lateral busca a rescisão contratual no clube turco.

Renato e Adriano atuaram juntos no Sevilla por 6 temporadas (entre 2004 e 2010). A relação entre eles foi mantida e ganhou força nas últimas semanas quando o dirigente santista ligou para o amigo com o convite para atuar no time de Sampaoli. Desde então, o monitoramento de Renato é diário.

A confiança na contratação por parte do Santos também passa pela crise do Besiktas. São vários jogadores que buscam a rescisão contratual no clube turco respaldados por uma crise cambial que acarretou em atrasos de salários, além de uma investigação por parte da UEFA que, desde 2015, sancionou o Besiktas com a imposição de multas e limitações na inscrição de jogadores nas competições europeias.

O zagueiro Pepe, por exemplo, conseguiu a rescisão recentemente e assinou contrato com o Porto-POR. Já o atacante Vagner Love é outro que se aproxima do encerramento do vínculo e o retorno ao futebol brasileiro. Aliás, o Santos mantém contato com o jogador e o vê como um dos prováveis substitutos de Gabigol, hoje no Flamengo. Em campo, o Besiktas ocupa a sétima colocação do campeonato nacional, com 26 pontos, em 17 jogos.

Como Adriano agrada a Sampaoli

Com apenas o jovem Orinho no setor devido a saída de Dodô, o técnico Jorge Sampaoli aprovou o nome de Adriano após a sugestão de Renato. Além disso, o argentino sabe que o lateral se destaca quando o assunto é esquema tático, pois foi comandado por muito tempo por Pep Guardiola no clube catalão.

Sampaoli gosta de atletas modernos e, inclusive, de defensores que saibam sair jogando com a bola nos pés e evitam os chutões para o campo do adversário. Por conta disso, o treinador ainda pediu a contratação de um zagueiro e um goleiro com essas características.

O argentino, inclusive, ligou diretamente para os dois goleiros que o clube paulista negocia: Martin Campaña, do Independiente, da Argentina, e Éverson, do Ceará. Já o zagueiro que Sampaoli deseja é Felipe Aguilar, do Atlético Nacional, da Colômbia. Além de Adriano, o Santos espera fechar a contratação do defensor colombiano, do volante Pablo Pérez, do Boca Juniors-ARG, e de um dos goleiros. Campaña é o preferido.

Esporte