PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Cruzeiro trava liberação, e negociação entre T. Neves e Grêmio não avança

Thiago Neves foi bicampeão da Copa do Brasil pelo Cruzeiro - REUTERS/Ueslei Marcelino
Thiago Neves foi bicampeão da Copa do Brasil pelo Cruzeiro Imagem: REUTERS/Ueslei Marcelino

Jeremias Wernek e Thiago Fernandes

Do UOL, em Porto Alegre e Belo Horizonte

12/12/2018 04h00

Leandro Lima, empresário de Thiago Neves, se sentou com o Cruzeiro nesta terça-feira (11) a fim de definir o futuro do jogador. A expectativa de avanço criada no Grêmio e no estafe do meia-atacante não foi correspondida, e a Raposa trava o negócio.

Na reunião do representante do camisa 30 com os mineiros, não houve avanço sobre a liberação para os gaúchos. Leandro se encontrou com o vice-presidente de futebol Itair Machado com a oferta feita pela diretoria gremista pela aquisição do atleta. No entanto, escutou uma pedida que supera o que o clube de Porto Alegre está disposto a fazer.

A diretoria do Grêmio crê que os termos apresentados pelo Cruzeiro nas conversas inviabilizariam a contratação do meia-atacante. A pedida dos mineiros, entretanto, é tratada com sigilo.

O que se sabe é que o clube de Minas Gerais está disposto a envolver jogadores ou receber uma compensação financeira próxima dos R$ 8 milhões à vista.

Thiago Neves, de 33 anos, tem multa rescisória de US$ 10 milhões (R$ 39 milhões na cotação atual) e contrato até dezembro de 2019 na Toca da Raposa II. O jogador chegou a ser oferecido ao Santos em troca de Bruno Henrique, mas o negócio não avançou.

O meia-atacante já se acertou com o Grêmio em relação ao tempo de contrato e valor dos salários. Ele receberia R$ 700 mil mensais e assinaria acordo de duas temporadas em Porto Alegre. O atleta é um pedido de Renato Gaúcho, que o procurou antes de iniciar as conversas. Hoje, em Belo Horizonte, os vencimentos do atleta podem chegar até R$ 750 mil mensais.

Futebol