PUBLICIDADE
Topo

Futebol

À espera de Ariel Holan, Santos conversa com Sampaoli

Jorge Sampaoli já conversa com a diretoria santista e "concorre" com Ariel Holan - false
Jorge Sampaoli já conversa com a diretoria santista e "concorre" com Ariel Holan

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

12/12/2018 23h18

O Santos abriu negociações com o técnico argentino Jorge Sampaoli, de 58 anos, sem clube desde o desligamento da seleção argentina, em julho deste ano. A iniciativa da diretoria do clube é ter um "plano B" caso o compatriota dele, Ariel Holan, do Independiente, não consiga liberação.

A informação foi publicada inicialmente pelo Goal e confirmada pelo UOL Esportes. O plano santista é aguardar por Holan durante esta semana e, caso não chegue um acordo, tentar avançar com Sampaoli. Há ainda a possibilidade de um acerto com o ex-técnico da seleção argentina antes mesmo de o treinador do Independiente definir o seu futuro.

Esta não é a primeira vez que o Sampaoli, com passagens por seleção do Chile, Sevilla-ESP e pela Universidad de Chile-CHI, tem o nome ligado ao clube. Ainda este ano, o assessor do treinador afirmou publicamente que ele foi procurado pelo Santos, o clube negou na ocasião.

Antes de definir pela chegada do técnico Cuca, o clube idealizou uma aposta em um nome internacional. Com isso, Juan Carlos Osório, que estava se desligando da seleção mexicana e hoje treina o Paraguai, e Jorge Sampaoli, foram procurados.

O UOL noticiou nesta segunda-feira (12), que o clube paulista acertou salários com o Holan, mas há um imbróglio para que o técnico consiga sua liberação no Independiente.

Caso o negócio seja fechado, o treinador receberia no Santos cerca de US$ 1,6 milhão (R$ 6,1 milhões) por temporada. Sendo assim, o argentino ganharia US$ 133 mil por mês (R$ 512 mil), além de luvas e premiações por metas alcançadas no alvinegro praiano.

Holan está disposto a comandar o Santos, mas precisa resolver a sua saída do Independiente. A reportagem ainda apurou que o contrato do treinador possui multa rescisória de cerca de R$ 1 milhão, mas Ariel Holan tenta utilizar uma cláusula de liberação para clubes do exterior para quebrar o vínculo.

O Santos espera que o técnico argentino consiga a liberação sem custos pois o clube passa por problemas financeiros. O nome de Ariel Holan, passou a ser prioridade após a reunião do Comitê Gestor na última segunda-feira, na Vila Belmiro. No entanto, o Santos teme que o técnico argentino não consiga a liberação do Independiente, por isso abriu negociações com o Sampaoli como segunda alternativa. A ideia é esperar Ariel Holan por mais um dia e, caso não haja resposta ou acordo, avançar com Sampaoli

Futebol