PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Desmonte obrigou Corinthians a 'queimar etapas' de promessas contratadas

Carlos Augusto, 19 anos, Thiaguinho, 21, e Léo Santos, 19, são titulares do Corinthians - Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians
Carlos Augusto, 19 anos, Thiaguinho, 21, e Léo Santos, 19, são titulares do Corinthians Imagem: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Arthur Sandes e Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

28/11/2018 04h00

A nova ordem no Corinthians após o retorno de Andrés Sanchez ao comando do clube era clara: a diretoria passou a priorizar a contratação de jogadores jovens a fim colher frutos a médio prazo. A teoria, entretanto, não foi coloca em prática como esperado. 

A diretoria alvinegra de fato deu prioridade aos jogadores mais novos, como o centroavante Matheus Matias, os volantes Thiaguinho e Douglas, o meia Angelo Araos e o atacante Sergio Díaz. Além disso, o Corinthians também promoveu alguns jogadores da base, como o lateral-esquerdo Carlos Augusto e o atacante Rafael Bilu. 

As promessas, porém, foram colocadas em campo em situações que não estavam nos planos do Corinthians. No empate sem gols com a Chapecoense no último domingo, por exemplo, o time tinha três atletas de 19 anos ao fim do jogo - Léo Santos, Carlos Augusto e Rafael Bilu.

Segundo o diretor de futebol do clube, Duílio Monteiro Alves, um novo caminho foi adotado diante do segundo desmanche no clube. Depois do título paulista, mais quatro jogadores deixaram o time: o zagueiro Balbuena, o lateral-esquerdo Sidcley, o volante Maycon e o meia Rodriguinho.

"A gente fez uma reformulação desde o início do ano. A gente se preocupou em trazer promessas, jogadores que pudessem e podem ajudar no futuro. Um time para três, quatro anos. Como a gente já tinha feito anteriormente. Mas acabou tendo que queimar etapas por causa da saída de alguns jogadores importantes", explicou Duílio.

Depois do primeiro ano do mandato de Andrés e diante da situação atual, com as saídas de veteranos, o Corinthians irá adotar uma tática distinta para 2019. A ideia é trazer jogadores com um pouco mais de experiência.

"A gente entende que agora, com as saídas do Danilo, Emerson e Vilson, a gente tem de colocar um pouco mais de experiência para fazer essa mescla com os meninos. O ano que vem com certeza eles vão estar muito mais prontos que esse ano", disse Duílio.

O elenco atual do Corinthians soma 34 atletas, já incluindo os dois reforços do time para 2019: o lateral-direito Michel Macedo, 28 anos, e o atacante Gustavo Mosquito, de 21. Esse número cairá para 31 daqui a uma semana, com o término da temporada.

Futebol