PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Fora há mais de 2 anos, Marcelo Mattos revela mágoa com Jorge Henrique

Volante tem contrato com o Vasco até o fim deste ano, mas torce por renovação - Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br
Volante tem contrato com o Vasco até o fim deste ano, mas torce por renovação Imagem: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br

Do UOL, em São Paulo

25/11/2018 10h20

O volante Marcelo Mattos fez um forte desabafo durante entrevista ao "Esporte Espetacular" neste domingo. Sem atuar há dois anos e dois meses, o jogador do Vasco falou sobre o longo e doloroso processo de recuperação de problemas físicos, pediu a renovação de contrato com o clube para "retribuir dentro de campo" o que foi feito por ele, se emocionou ao mencionar o sonho de voltar a jogar profissionalmente e ainda revelou uma mágoa com o atacante Jorge Henrique, ex-companheiro de clube.

Durante um treinamento de preparação para as oitavas de final da Copa do Brasil de 2016, o volante se contundiu por conta de uma entrada do atacante: "Eu treino e jogo do mesmo jeito, se entrei ali vou dar meu máximo, jogar firme, mas sem machucar ninguém. Eu roubei a bola dele e fui sair, aí por trás ele chutou meu joelho, com as travas altas. Minha perna ficou presa e rompeu meu ligamento".

"Não sei se a lesão (foi de propósito), se ele pensou em romper meu ligamento. Mas o chute foi. E até hoje não recebi uma ligação, ele não ligou e não mandou nenhuma mensagem", desabafou Marcelo Mattos. Em nota enviada ao programa da TV Globo, Jorge Henrique disse que deseja melhoras ao volante, que a entrada em Marcelo Mattos foi revide de um lance minutos antes, em que ele podia ter se machucado. O jogador atualmente no Figueirense ainda relatou que já sofreu com muitas lesões e não recebeu mensagens de solidariedade, mas se Marcelo Mattos fez isso com todos que lesionou serve de exemplo.

Aos 34 anos, o volante do Vasco passou por cinco cirurgias desde setembro de 2016, a começar pela reconstrução do ligamento cruzado anterior do joelho direito. Ele voltou a treinar após quatro meses e acredita ter sido vítima de precipitação do departamento médico do clube, tanto que sentiu dores e precisou fazer outras três operações com médicos diferentes. Há três meses descobriu que uma bactéria atrapalhava sua recuperação. Ele hoje toma antibióticos contra a infecção causada pela bactéria.

"Me deu um baque, sim. Precisei de ajuda psicológica, passei com os médicos do Vasco e isso tem me ajudado", revelou Marcelo Mattos, que agora quer tempo para defender o Vasco após a recuperação: "Tudo o que eles me deram eu quero retribuir em forma de agradecimento dentro de campo, vestindo essa camisa. Quero poder voltar a jogar. Mas eu tenho prazo, não posso ficar o resto da minha vida no DM. Isso não vai acontecer. Tenho certeza que um dia vou realizar meu sonho de voltar a jogar."

Futebol