PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Grêmio espera fim do ano para discutir renovação de "veteranos"

Léo Moura não tem renovação garantida e negócio com Grêmio está estagnado - Lucas Uebel/Grêmio
Léo Moura não tem renovação garantida e negócio com Grêmio está estagnado Imagem: Lucas Uebel/Grêmio

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

16/11/2018 04h00

A renovação de Jael não é sinal de que todos os contratos perto do fim no Grêmio serão resolvidos logo. Léo Moura, Cícero e Douglas seguem sem avanços e o clube gaúcho mantém a situação do trio em compasso de espera. Muito pela reta final do Brasileirão, mas também no aguardo dos planos de Renato Gaúcho para o próximo ano.

O treinador já recebeu oferta para permanecer em Porto Alegre, porém não deu prazo para dizer se aceita renovar até dezembro de 2019.

O Grêmio deve avançar nas renovações em dezembro. A ideia é entrar de cabeça no assunto após a última rodada do Campeonato Brasileiro, em 2 de dezembro. Na visão do clube, não há urgência na pauta e é mais adequado esperar o término da temporada para tratar de valores.

Léo Moura, 40 anos, é elogiado pela técnica apurada e também se destaca por ser um dos líderes no elenco. Porém as lesões musculares e o desgaste da idade fazem o Grêmio pensar sobre uma nova renovação. No final de 2017, o clube gaúcho prorrogou vínculo do lateral direito.

"Enche os olhos ver o Léo jogar. Infelizmente o tempo passa para todos, mas é satisfação grande ver o Léo jogando. Mesmo com 40 anos, é um jogador inteligente", disse Renato após a vitória diante do Vasco, no último domingo (11), quando o camisa 2 deu assistência para Jael marcar de cabeça.

Cícero, 34 anos, é tratado como um jogador polivalente e também chegou por indicação de Renato Gaúcho. A permanência para 2019 é considerada mais possível, porém depende de conversa e acerto financeiro. O Grêmio ainda não avançou para a negociação justamente por avaliar o quadro geral, considerando a idade média do elenco e outras opções.

Douglas, 36 anos, ainda é visto como longe da forma ideal. De volta após duas cirurgias seguidas no joelho, o meia sofreu na luta com a balança e depois com questões físicas. O futuro está totalmente aberto e também será definido em reunião nas próximas semanas.

O Grêmio aguarda definição sobre a Libertadores para montar a pré-temporada de 2019. A tendência é que o período de treinos ocorra em Porto Alegre, utilizando a estrutura do clube e hotel parceiro. A diretoria já fala, antes mesmo de Renato dizer se fica, em buscar até cinco reforços para o grupo principal. O número pode aumentar com eventuais saídas, inclusive dos veteranos com contrato perto do fim agora e futuro ainda indefinido.

Futebol