PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Ibra tem sido Ibra nos EUA. Mas corre risco de nem ir ao mata-mata da MLS

Kirby Lee-USA TODAY Sports
Imagem: Kirby Lee-USA TODAY Sports

Do UOL, em São Paulo

28/10/2018 04h00

Depois de conviver com uma grave lesão no joelho no Manchester United, Zlatan Ibrahimovic foi para os Estados Unidos para defender o Los Angeles Galaxy. Um dos atacantes mais polêmicos e fazedores de gol da atualidade, o sueco fez nos Estados Unidos o que mais sabe: gols e autopromoção.

Leia também:

Aos 37 anos e com 22 gols em 26 jogos na MLS, a liga norte-americana, Ibra pode ver tudo isso acabar de forma precoce. Na tarde deste domingo (28), o Los Angeles Galaxy precisará vencer o Houston Dynamo para se classificar para o mata-mata.

Com 48 pontos, a equipe de Los Angeles ocupa a sétima colocação, um ponto atrás do Real Salt Lake, que já jogou na rodada. Apenas seis times se classificam para a próxima fase dos playoffs.

Vice-artilheiro da MLS, Ibrahimovic é a principal máquina ofensiva do Galaxy. O sueco não tinha um aproveitamento tão bom desde a temporada 2013/14, quando marcou 41 vezes em 46 jogos pelo PSG. O sueco é um dos maiores artilheiros do clube francês.

A boa fase fez com que o sueco fosse visto como uma solução desesperada para o Real Madrid. Em má fase desde o início da temporada, o clube espanhol chegou a cogitar a contratação do polêmico atacante, de acordo com a rádio espanhola "Cope".

A partida entre Los Angeles Galaxy e Houston Dynamo está marcada para as 17h30 (de Brasília) deste domingo (28).

Esporte