PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Propostas e "meio milhão" complicam permanência de Dodô no Santos

Sampdoria pede 2 milhões de euros (R$ 8,5 milhões) para liberar Dodô em definitivo - Marcello Zambrana/AGIF
Sampdoria pede 2 milhões de euros (R$ 8,5 milhões) para liberar Dodô em definitivo Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

19/10/2018 04h00

A diretoria e comissão técnica do Santos estudam o planejamento para a próxima temporada. Antes de novas contratações, o clube paulista prioriza a permanência de alguns jogadores. Entre eles, Gabigol e Dodô, atletas que estão emprestados e pertencem aos italianos Inter de Milão e Sampdoria, respectivamente.

Segundo apurou o UOL Esporte, a situação de Dodô se complicou nos últimos dias. O atleta possui um salário considerado baixo atualmente no elenco santista, pago inclusive pelo clube italiano. Mas o problema é que o estafe do jogador pediu cerca de R$ 500 mil mensais de ordenado para que ele continue no clube.

Vale ressaltar que, além do salário mensal, o Santos terá que desembolsar cerca de 2 milhões de euros (aproximadamente R$ 8,5 milhões) para exercer a prioridade de compra estipulada pela Sampdoria e contratar o lateral de 26 anos em definitivo.

A diretoria santista ainda foi informada que a Sampdoria recebeu diversas propostas por Dodô – algumas do futebol europeu e outra do futebol mexicano. A concorrência atrapalhou os planos do Santos em busca da permanência do lateral.

Agora a cúpula santista estuda uma contraproposta e novas reuniões com o estafe de Dodô para tentar sacramentar a permanência do lateral antes mesmo do fim de seu empréstimo.

Dodô foi contratado por empréstimo até o dia 31 de dezembro deste ano, data limite para que o Santos deposite os 2 milhões de euros (cerca de R$ 8,5 milhões).

O lateral revelado pelo Corinthians fez a torcida santista esquecer rapidamente Zeca, que acionou o clube na Justiça e depois se transferiu para o Internacional em troca envolvendo o atacante Eduardo Sasha.

O clube paulista ainda arriscou substituir Zeca por Romário, lateral contratado do Ceará, mas o jogador não se firmou e foi renegociado com o clube cearense. A equipe santista ainda foi obrigada a improvisar Jean Mota, Copete e até Diego Pituca no setor. Isso porque Dodô é a única opção de origem na lateral esquerda no elenco.

Esporte