PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Em súmula, árbitro fala em confronto generalizado e socos de Mayke e Sassá

Do UOL, em São Paulo

27/09/2018 06h44

O árbitro Wagner do Nascimento Magalhães relatou na súmula do jogo Cruzeiro 1 x 1 Palmeiras um "confronto generalizado" ao término da semifinal da Copa do Brasil disputada no Mineirão e detalhou que o palmeirense Mayke e o cruzeirense Sassá foram expulsos por desferirem socos contra adversários.

Além deles, Diogo Barbosa também foi expulso, de acordo com a súmula, por "dar um tapa no rosto de seu adversário de número 29, Lucas Romero".

O tumulto começou logo depois do apito final que garantiu a vaga ao Cruzeiro, vencedor do jogo de ida no Allianz Parque por 1 a 0. Léo e Felipe Melo se desentenderam e uma pequena confusão se formou. Em seguida, vários jogadores do Palmeiras partiram para cima de Lucas Romero, do Cruzeiro. No empurra-empurra, Diogo Barbosa agrediu Léo, enquanto Sassá deu um soco no rosto de Mayke - que também tentou bater, mas não acertou.

Na súmula, Wagner do Nascimento Magalhães detalhou no campo observações gerais que "após o término da partida houve um confronto generalizado e o relatório segue no campo das expulsões".

Assim, ele relatou individualmente as expulsões:

Mayke: "Após o término da partida expulsei de forma direta o atleta Mayke Rocha de Oliveira, número 12 da equipe do Palmeiras, por desferir socos contra seus adversários de número 99, Luiz Ricardo Alves (Sassá) e número 3, Leonardo Renan Simões de Lacerda".

Sassá: "Após o término da partida expulsei de forma direta o atleta Luiz Ricardo Alves, número 99 da equipe do Cruzeiro, por desferir um soco contra o rosto de seu adversário de número 12, Mayke Rocha de Oliveira".

Diogo Barbosa: "Após o término da partida expulsei de forma direta Diogo Barbosa Mendanha, número 6 da equipe do Palmeiras, por dar um tapa no rosto de seu adversário de número 29, Lucas Daniel Romero".

Futebol