PUBLICIDADE
Topo

Principal parceiro de Rodrygo na base do Santos é "assediado" pela Lazio

Lucas Lourenço em ação durante jogo do Santos - Reprodução/Instagram
Lucas Lourenço em ação durante jogo do Santos Imagem: Reprodução/Instagram

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

16/06/2018 04h00

Pouco após oficializar a venda de Rodrygo para o Real Madrid, da Espanha, o Santos agora teme perder precocemente outra revelação: o meia Lucas Lourenço, considerado o principal parceiro do atacante nas categorias de base. O UOL Esporte apurou que representantes da Lazio, da Itália, já se reuniram com a diretoria do clube para tentar contratar o jogador.

Diferentemente de Rodrygo, Lourenço ainda não conseguiu espaço como profissional. Ele faz parte da geração de atletas nascidos entre 2001 e 2002, considerada por muitos como uma das mais talentosas da história recente do clube.

O meia e camisa 10 dos times de base é xodó da diretoria santista. Jogador também de seleção brasileira de base, ele se destaca pelos lançamentos e gols. O jogador é visto internamente no clube como a futura solução para a lacuna deixada por Lucas Lima, que se transferiu para o Palmeiras no início deste ano. 

O entrosamento com Rodrygo vem desde o futsal. Antes adversário nos confrontos entre Santos e São Paulo, quando tinham 9 anos, o meia ajudou, junto com o seu pai, a convencer a família do atacante, então no rival, a aceitar se transferir para a Vila Belmiro. Na base, foi considerado o principal garçom do camisa 43. 

"Jogamos juntos desde os 10 anos, mesmo no São Paulo, contra. Todos falavam que tínhamos que jogar juntos. Temos um entrosamento muito bom. Pode ajudar, sim, mas criam pressão sobre ele, que tem que subir, pode não dar conta do recado, que é normal. Vão falar que o moleque não presta… Eu passei por isso. Tem que ter cuidado. Pode ajudar a gente, mas tem que ter calma", disse Rodrygo em entrevista recente.

Lourenço e Rodrygo subiram aos profissionais com Elano como treinador, já no fim da última temporada. Na pré-temporada deste ano, o meia chegou a treinar com Jair Ventura, mas perdeu espaço por atuar improvisado como lateral direito nas atividades. Sem espaço, acabou retornando a equipe sub-17.

A volta por cima aconteceu em maio deste ano. O meia foi o principal destaque do Santos na campanha no Mundial sub-17, disputado em Madri, na Espanha. Mesmo com a eliminação precoce da equipe, ainda na fase de grupos, o jovem despertou o interesse de clubes europeus devido aos quatro gols marcados em três partidas.

"(O Lucas) fez boa competição, e essa idade é a do Santos de trazer. Esteve com a gente, foi bem, mas não chegou a jogar. Participou de amistosos e tem chances, sim. Vamos com calma, teremos o recesso (para a Copa do Mundo). Não adianta trazer e não jogar. Vamos olhar com carinho", disse Jair.

O lobby interno por um melhor aproveitamento da promessa passa pelo entrosamento com Rodrygo e, principalmente, pelos problemas enfrentados com o setor de criação do meio de campo. Jair testou uma série de opções e, atualmente, tem optado por Diego Pituca, Alison, Léo Cittadini e Jean Mota no setor.

Lucas Lourenço foi relacionado para os jogos contra Linense, Ituano e São Bento, mas não entrou em campo.

Apesar do assédio, o jogador tem contrato com o clube até 27 de setembro de 2022. Assim como Rodrygo, assinou o primeiro contrato profissional no último ano, junto com outras promessas badaladas como Victor Yan e Yuri Alberto, este último já mais aproveitado por Jair.

O meia também tem contrato particular com uma empresa de material esportivo.

Lucas Lourenço ainda se recupera de recente lesão sofrida na coxa esquerda durante um jogo contra o Mauaense, no CT Rei Pelé, válido pelo Campeonato Paulista sub-17.

Se conseguir evitar a sua saída, o Santos poderá ver a parceria com Rodrygo reeditada até julho do ano que vem.

Conforme o UOL Esporte publicou, por Rodrygo o clube alvinegro receberá mais que o seu percentual do valor da multa rescisória: 40 milhões de euros (R$ 175,6 milhões), referentes aos 80% dos direitos econômicos que o clube possui do jogador.

Futebol