PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Palmeirenses compartilham boato, mas procuradora não é filha de cartola

Reinaldo Carneiro Bastos, presidente da FPF (centro); procuradora do TJD não é filha dele - Rodrigo Corsi/FPF
Reinaldo Carneiro Bastos, presidente da FPF (centro); procuradora do TJD não é filha dele Imagem: Rodrigo Corsi/FPF

Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo

24/04/2018 04h00

Um boato que circulou entre torcedores do Palmeiras nas redes sociais dava conta de que a advogada Priscila Carneiro de Oliveira, procuradora responsável pelo inquérito no TJD sobre a suposta interferência externa na final do Paulistão, seria filha de Reinaldo Carneiro Bastos, presidente da FPF (Federação Paulista de Futebol). A notícia é falsa.

De acordo com o presidente do TJD, Antônio Olim, o pai de Priscila se chama Antônio Elias de Oliveira Filho e é médico. O "Carneiro" no sobrenome da procuradora vem da mãe, Patrícia Carneiro de Oliveira. Não existe qualquer relação de parentesco com Reinaldo Carneiro Bastos.

Para ler esta notícia na íntegra, além de outras novidades dos bastidores da bola, leia a coluna De Primeira.

Esporte