PUBLICIDADE
Topo

Futebol

"Fifa não liga para o futebol feminino", critica campeã olímpica

Jeff Vinnick/Getty Images
Imagem: Jeff Vinnick/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

23/10/2017 13h56

A campeã olímpica de 2012 Megan Rapinoe criticou a Fifa por causa das finalistas ao prêmio de melhor jogadora do mundo da entidade. Entre as concorrentes está a venezuelana Deyna Castellanos, de 18 anos, que nunca atuou em uma liga profissional.

“O prêmio simplesmente não tem muito peso quando você tem na lista alguém que nunca ouvi falar”, criticou, em entrevista à “BBC”.

Para Rapinoe, a inclusão de Castellanos “é um sinal para nós e para o resto do mundo de que a Fifa não se importa realmente (com o futebol feminino”.

Em nota oficial, a Fifa afirmou que as finalistas são escolhidas por técnicos de seleções, capitães de seleções, jornalistas e torcedores. “O processo é claro e transparente, e não estamos envolvidos na seleção dos nomeados”.

Apesar da posição da Fifa, Rapinoe seguiu com as críticas em relação à entidade. “Se um jogador qualquer, que nem mesmo é completamente profissional, fosse nomeado, tenho certeza que eles iriam intervir. É desapontador que o mesmo não tenha sido feito por nós”.

O anúncio dos vencedores do prêmio da Fifa acontecerá nesta segunda-feira, a partir das 16h30 (de Brasília).

Futebol