PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Exame no sapato de ex-Atlético-PR aponta sangue de morto em briga, diz site

Ex-Atlético-PR, Luciano Cabral está implicado em assassinato na Argentina - Marco Oliveira/Site Oficial
Ex-Atlético-PR, Luciano Cabral está implicado em assassinato na Argentina Imagem: Marco Oliveira/Site Oficial

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL

19/08/2017 11h00

O meia argentino naturalizado chileno Luciano Cabral, ex-jogador do Atlético Paranaense, se viu ainda mais implicado no caso do assassinato de Joan Villegas Gualpa, morto em uma briga na virada do ano na Argentina. Segundo o site "Dia Del Sur", de Mendoza, a polícia divulgou na sexta-feira um laudo que aponta que vestígios de sangue da vítima nos sapatos de Cabral (ver abaixo). 

DNA Cabral - Dia Del Sur/Roberto Berdugo - Dia Del Sur/Roberto Berdugo
Laudo apontou sangue da vítima em calçado de Cabral
Imagem: Dia Del Sur/Roberto Berdugo

Luciano Cabral alega que não estava presente na hora do crime, no qual se envolveram seu pai, José Cabral e seu primo, Axel Olguin, além de dois menores. Todos estão presos na prisão de San Rafael, na região de General Alvear. Villegas foi morto com golpes na cabeça na madrugada de 1º de janeiro. Cabral teria que se apresentar ao Atlético na primeira quinzena de janeiro, mas foi detido e não deixou mais a prisão. Ele tentou um habeas corpus, mas foi negado pela Justiça Argentina.

Cabral chegou ao Atlético por empréstimo oriundo do Argentinos Jrs., com prioridade de compra. Ele fez apenas seis jogos pelo Furacão. O contrato de empréstimo com o clube brasileiro se encerrou no último mês de julho.

Futebol