PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Neymar no PSG: Santos terá de provar passagem na base para levar "bolada"

Atacante Neymar aos 14 anos quando era jogador do sub 15 do Santos - Rubens Cardia/Folhapress
Atacante Neymar aos 14 anos quando era jogador do sub 15 do Santos Imagem: Rubens Cardia/Folhapress

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

20/07/2017 15h06

O Santos alega que ainda não faz contas de clube formador para saber o quanto pode receber caso Neymar deixe o Barcelona, da Espanha, para se transferir ao PSG, da França. No entanto, caso queira receber uma “bolada” maior, o clube paulista terá que juntar provas para convencer o mecanismo de solidariedade da Fifa.

Explica-se: o cálculo de mecanismo de solidariedade da Fifa começa aos 12 anos, mas na legislação brasileira, o atleta só pode ser registrado por um clube a partir dos 14 anos.

Este dois anos causam diferença no valor que o Santos pode receber em uma possível saído de Neymar do Barça.

Caso o PSG decida pagar a multa rescisória de Neymar, avaliada em 222 milhões de euros (aproximadamente R$ 805 milhões), o Santos pode receber uma indenização entre R$ 25 milhões e R$ 32 milhões. Vai depender se o clube conseguirá provar que o atacante atuou nas categorias de base entre os seus 12 e 13 anos.

Para provar isso, o clube paulista terá utilizar súmula de jogos de campeonatos de categorias de base e comprovantes de ajuda de custos a família do jogador, que incluem até alugueis de imóveis.

Revelado pela Portuguesa Santista, Neymar chegou ao Santos aos 12 anos, em 2004. A indenização da Fifa no mecanismo de solidariedade possui pesos diferentes: 0,25% em cada um dos quatro primeiros anos e 0,5% nos anos seguintes.

Depois da novela que marcou sua renovação de contrato com o Barcelona no ano passado, Neymar voltou a ser alvo de uma potencial transferência para o Paris Saint-Germain: nesta terça-feira, o Esporte Interativo cravou que o atacante trocará a Catalunha pela França, na maior transação financeira da história do futebol. A versão não é confirmada nem por fontes ligadas ao Barcelona, nem ao jogador.

A reportagem confirmou que o interesse francês é real: a proposta feita em 2016 nunca foi oficialmente retirada. Em outras palavras, o PSG sinaliza de forma clara que a única coisa que separa Neymar de Paris é o desejo do atacante , e há disposição em pagar a multa rescisória de 222 milhoes de euros e oferecer um salário próximo de 40 milhões de euros anuais.

Neymar no PSG? Veja detalhes da negociação

UOL Esporte

Futebol