PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Douglas Costa decide nos pênaltis, e Bayern é campeão no adeus de Guardiola

Guardiola - AP Photo/Markus Schreiber - AP Photo/Markus Schreiber
Imagem: AP Photo/Markus Schreiber

do UOL, em São Paulo

21/05/2016 17h48

Depois de ficar de fora da última decisão, o Bayern de Munique fez uma campanha impecável nesta temporada e, com 100% de aproveitamento até a decisão, voltou a levantar o troféu da Copa da Alemanha. Neste sábado, no Estádio Olímpico de Berlim, a equipe comandada por Pep Guardiola não fugiu das características do espanhol: dominou o Borussia Dortmund e foi mais eficiente nas cobranças de pênaltis. Após um empate sem gols, o time da Baviera venceu por 4 a 3 e encerrou o ciclo do treinador no clube alemão com mais um título.

Com a conquista, o Bayern de Munique chega ao seu 18º título da Copa da Alemanha. Sua última taça havia acontecido na temporada 2013/14, justamente contra o Borussia Dortmund, vencendo por 2 a 0 na prorrogação, no mesmo Estádio Olímpico de Berlim.

Depois de um empate sem gols no tempo normal e na prorrogação, os clubes decidiram o título nas cobranças de pênaltis. Pelo Borussia Dortmund, Kagawa, Aubameyang e Reus fizeram, enquanto Bender, Sokratis, um dos destaques durante a bola rolando, perderam. Já pelo Bayern, apenas Kimmich falhou, enquanto Vidal, Lewandowski, Thomas Müller e Douglas Costa garantiram a conquista. 

Quem foi bem: Douglas Costa, principal articulador do jogo

Douglas Costa - Christof Stache/AFP Photo - Christof Stache/AFP Photo
Imagem: Christof Stache/AFP Photo

Já sem Robben há algum tempo, Douglas Costa ocupou o lado direito deixado pelo holandês e, pela primeira vez naquele setor, provou para a torcida, e Carlo Ancelotti, seu próximo técnico, que tem tudo para ser, mais uma vez, um dos principais jogadores da próxima temporada. Contra o Borussia, deu trabalho em jogadas de velocidade e, com muita movimentação, ajudou a criar diversas oportunidades de gol para o Bayern de Munique. Na cobrança de pênalti, foi decisivo, conseguiu tirar do goleiro rival e deu o título ao clube da Baviera.

Quem foi mal: Reus, sumido em campo

Reus - AFP PHOTO / PATRIK STOLLARZ - AFP PHOTO / PATRIK STOLLARZ
Imagem: AFP PHOTO / PATRIK STOLLARZ

Um dos principais jogadores do Borussia Dortmund, Marco Reus ficou longe do desempenho esperado pelos torcedores. Pressionado praticamente toda a partida pelo Bayern de Munique, o Borussia não conseguia sair para o ataque e, quando o camisa 11 tinha a oportunidade de puxar um contra-ataque para o time aurinegro, pecava no passe e desperdiçava o lance. Teve apenas um momento bom na etapa inicial, quando finalizou e viu Neuer fazer boa defesa.

Bayern se impõe e domina

Acostumado a jogar com a posse de bola, o Bayern não mudou suas características neste sábado. Com muitos toques, movimentação e velocidade, a equipe armada, pela última vez, por Pep Guardiola, encurralou os rivais, jogou praticamente todo jogo no campo de ataque e proporcionou pouquíssimos contra-ataques ao Borussia, que chegou com mais perigo apenas no final do segundo  tempo e na prorrogação, quando as equipes já demonstravam mais cansaço.

Contra-ataques desperdiçados

Já na parte final da partida, quando ambas equipes demonstravam certo cansaço, o Borussia Dortmund teve a oportunidade em alguns lances de matar o jogo, mas os poucos contra-ataques criados pela equipe aurinegra não foram aproveitados de maneira eficiente. O melhor deles aconteceu aos 39min, quando Aubameyang recebeu a bola cruzada da direita e, livre dentro da grande área, pegou de primeira, mas mandou por cima do gol de Neuer.

Hummels, o novo "Judas"

Hummels - REUTERS/Hannibal Hanschke - REUTERS/Hannibal Hanschke
Imagem: REUTERS/Hannibal Hanschke

Um dos maiores ídolos da história do Borussia Dortmund, Hummels avisou no mês passado que seguirá os mesmos passos de Gotze e Lewandowski, que fizeram muito sucesso com a camisa aurinegra e depois foram jogar no Bayern de Munique, um dos grandes rivais da Alemanha. Neste sábado, apesar que já estar negociado com o adversário, o zagueiro foi titular e fundamental nas investidas da equipe comandada por Guardiola. Correu e se esforçou tanto, que teve que ser substituído aos 32min do segundo tempo com dores na perna. Ginter entrou no seu lugar.

Adeus, Guardiola

Apesar de conquistar sete títulos em três temporadas, Guardiola deixa o Bayern de Munique sem uma campanha brilhante na Liga dos Campeões, grande desejo de torcedores e diretoria. A partir da próxima temporada irá defender as cores do Manchester City, clube que ainda não conquistou a competição continental e que, com certeza, será o grande objetivo do espanhol. Para seu lugar, o clube alemão já acertou com o italiano Carlo Ancelotti, que está sem trabalhar desde que deixou o Real Madrid.

Ficha técnica

Bayern de Munique 0 (4) x (3) 0 Borussia Dortmund
 
Local: Estádio Olímpico de Berlim, Alemanha
Data e hora: 21 de maio (sábado), às 15h (de Brasília)
 
Bayern de Munique: Manuel Neuer; David Alaba, Boateng, Kimmich e Lahm; Vidal, Thiago Alcântara, Douglas Costa, Ribery e Müller; Lewandowski. Técnico: Pep Guardiola.
 
Borussia Dortmund: Bürki; Sokratis, Hummels (Ginter) e Bender; Schmelzer (Durm), Piszczek, Weigl, Gonzalo Castro e Mkhitaryan; Marco Reus e Aubameyang. Técnico: Thomas Tuchel.

Futebol