PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Jornal: Real quer gastar R$ 1,3 bilhão em contratações antes de proibição

Do UOL, em São Paulo

17/01/2016 09h37

O Real Madrid foi punido pela Fifa e não poderá contratar jogadores nas janelas de transferências do meio e do fim do ano. Temendo faltar peças no elenco a médio e longo prazos, o clube espanhol pretende desembolar 300 milhões de euros (R$ 1,3 bilhão) em reforços nestes 15 dias restantes de transações autorizadas.

De acordo com o jornal italiano La Gazzeta Dello Sport, o Real pretende sua fortuna no atacante Cavani (Paris Saint-Germain), no lateral Alaba e no meia Gotze (ambos do Bayer de Munique).

O alvo maior do Real Madrid era Lewandowski, que poderia chegar no meio do ano. Mas a suspensão inviabilizará os planos do time de Madri; o Bayern descarta qualquer possibilidade de o jogador polonês ser vendido em janeiro.

Com Lewandowski riscado dos planos, o Real estuda a contratação de Cavani, acrescenta o jornal italiano.

O Real também terá dificuldades para a aquisição do lateral Alaba. O Bayern se mostra contrário à saída do atleta. A equipe de Madri vê em Alaba o concorrente ideal do lateral Marcelo.

Mário Gotze é desejado pelo Real Madrid e Liverpool.

Zidane critica a Fifa

Técnico do Real Madrid, Zinedine Zidane reprovou a medida imposta pela Fifa.

“Parece absurda. Moro toda minha vida aqui com minha família e meus filhos. Essa situação vai se resolver. Sabemos o que aconteceu e vai se resolver na próxima semana", falou.

De acordo com o jornal ABC, o Real Madrid foi suspenso por contratar 39 jogadores de maneira irregular, todos com menos de 18 anos. Entre eles, estariam um dos filhos do francês, Lucas, que nasceu em 1998.

A punição foi anunciada pela Fifa nesta semana e também foi imposta ao Atlético de Madri. Ambos os clubes irão recorrer ao CAS (Corte Arbitral do Esporte).

Futebol