PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Cruzeiro cogita desembolsar multa e se aproxima de meia da Ponte Preta

Renato Cajá, meia da Ponte Preta, interessa à diretoria do Cruzeiro - Divulgação/Site oficial da Ponte Preta
Renato Cajá, meia da Ponte Preta, interessa à diretoria do Cruzeiro Imagem: Divulgação/Site oficial da Ponte Preta

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

08/06/2015 06h00

Na busca por um apoiador, o Cruzeiro encontrou o nome considerado ideal para compor o seu setor de criação. Artilheiro da atual edição do Campeonato Brasileiro pela Ponte Preta, com quatro gols anotados, Renato Cajá é o objeto de desejo da diretoria e conta com o aval do técnico Vanderlei Luxemburgo, recém-chegado à Toca da Raposa II, para desembarcar em Belo Horizonte nos próximos dias.

A cúpula já se movimenta para adquirir os direitos econômicos do meia-atacante de 30 anos, que também tem passagens por Grêmio e Botafogo. O clube mineiro se dispõe a pagar a multa rescisória para tirá-lo do estádio Moisés Lucarelli. A indenização está avaliada em R$ 3 milhões, conforme o contrato com a agremiação de Campinas.

A situação referente à ida do jogador para o atual bicampeão brasileiro depende, neste momento, de um acerto entre o seu empresário, Claudio Guadagno, e a diretoria. O estafe de Renato Cajá pleiteia vencimentos de cerca de R$ 200 mil em uma possível mudança para a Toca da Raposa II.

O assunto referente à contratação do meia-atacante da Ponte Preta é tratado com sigilo nos bastidores. O presidente Gilvan de Pinho Tavares e o gerente de futebol Valdir Barbosa evitam se pronunciar sobre o interesse no atleta, mas esperam que a situação seja definida no decorrer desta semana.

A pressa da cúpula do Cruzeiro é justificável. Renato Cajá disputou seis partidas pelo time paulista no Brasileirão e não poderia chegar à marca de sete compromissos no torneio. Caso seja escalado por Guto Ferreira, o apoiador não poderia disputar a Série A por outro clube.

Outro ponto que explica o desejo cruzeirense de solucionar a negociação brevemente é a concorrência pelo atleta. Há mais interessados em contar com o experiente meia-atacante em seu elenco. Entre eles, estão Flamengo e Corinthians.

Na semana passada, o próprio jogador comentou a situação e revelou que há possibilidade de deixar o Moisés Lucarelli em breve. Ele, contudo, aguarda um posicionamento da diretoria da Ponte Preta.

“A possibilidade sempre existe, mas a Ponte está recebendo todas as propostas e, talvez, nesta semana a gente pode até sentar para conversar. Se tiver proposta, a diretoria senta com meu empresário (Cláudio Guadagno) e tudo de forma clara. É profissionalismo e a coisa no futebol acontece muito rápido. Daí é importante sentar e conversar para que não acha mal entendido e nem chiadeira da torcida”, afirmou.
 

Futebol