PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Santos aumenta proposta salarial a Neilton e sofre nova rejeição do atleta

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

10/03/2014 06h00

O Santos não desistiu de renovar o contrato do atacante Neilton, mas o acordo fica cada vez mais distante. O UOL Esporte apurou que a diretoria santista aumentou a proposta salarial de R$ 30 mil para R$ 40 mil mensais, porém o atleta alegou que a oferta do Cruzeiro é maior e recusou novamente. O Comitê Gestor acredita que o jogador só aguarda o término de seu vínculo com o clube, que termina no final de maio, para deixar a Vila Belmiro.  

Além dos R$ 40 mil mensais, a cúpula santista ofereceu R$ 80 mil de luvas e mais reajustes salariais em caso de metas alcançadas pelo jogador. Mesmo assim, Neilton e seu estafe se demonstraram irredutíveis.

Isso porque o atleta pretende receber praticamente o dobro do que foi oferecido pela diretoria santista. No entanto, a proposta do Santos já excede o salário-padrão que o clube estabeleceu aos jogadores promovidos das categorias de base e não aumentará mais a proposta.

Com exceção de Geuvânio, titular absoluto da equipe de Oswaldo de Oliveira e atleta mais produtivo do time em 2014, a diretoria alvinegra renovou com os demais “pratas da casa” pagando R$ 30 mil de ordenado mensal.

Em relação aos recém-promovidos pelo clube, Neilton só teria um salário inferior ao de Geuvânio. O atual camisa 10 do Santos teve seu ordenado reajustado de R$ 17 mil para R$ 50 mil.

Neilton perdeu espaço na equipe principal do Santos no ano passado e, por isso, foi rebaixado para defender o time sub 20 na Copa do Brasil e no Campeonato Paulista da categoria em 2013. O atacante ainda disputou a Copa São Paulo de Futebol Júnior deste ano. Apesar da conquista santista, Neilton teve participação discreta na campanha e não jogou a decisão contra o Corinthians por causa de uma lesão muscular.

Neilton foi liberado para conhecer as instalações do Cruzeiro na Toca da Raposa 2 no inicio deste ano, mas o Santos não aceitou liberar o jogador sem nenhuma compensação financeira.

A diretoria santista pediu R$ 500 mil para liberar Neilton antes do fim do contrato e ainda exigiu que ficasse com 30% dos direitos econômicos do jogador. O time de Belo Horizonte não concordou com os valores exigidos pelo clube paulista e preferiu esperar o término do contrato do atleta. 

Futebol