PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Santos tem novo recurso negado para ver contrato entre Neymar e Barça

Do UOL, em Santos (SP)

14/02/2014 17h42

O Santos teve negado pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo o recurso do clube para ter acesso aos contratos entre a N&N Sports, empresa do pai de Neymar, e o Barcelona, da Espanha. A decisão foi divulgada no site oficial do atleta, que fez questão de destacar que o TJ-SP reconheceu a “ausência de fundamento jurídico” para abertura do contrato.

O desembargador José Luis Mônaco da Silva foi o responsável por assinar a recusa nesta sexta-feira. "Lembro que a decisão que converte o agravo de instrumento em agravo retido é irrecorrível pela força da lei", relatou Mônaco.

O clube paulista sofreu a segunda derrota nesta semana na tentativa de abertura dos documentos que culminaram na transferência de Neymar ao Barcelona. Na última quarta-feira, o juiz Gustavo Louzada havia negado pedido semelhante na 3ª Vara Cível de Santos.

O Santos, por sua vez, desistiu da ação que moveu contra a empresa de Neymar após o Tribunal de Justiça de São Paulo improver o agravo de instrumento interposto contra a decisão do Juiz da 3ª Vara Civel de Santos, que indeferiu a tutela antecipada pleiteada em primeiro grau.

No entanto, o clube continuará buscando conhecer as razões que justificam o pagamento de importâncias às empresas de Neymar e já contratou um escritório de advocacia na Espanha.

Os dirigentes do Santos pretendem descobrir se consta no contrato que a N&N, empresa que agencia a imagem de Neymar, que o staff do atleta recebeu 40 milhões de euros pelos direitos econômicos do jogador. Se ficar comprovado que sim, o Comitê Gestor promete acionar o pai do jogador, Neymar da Silva Santos, na Justiça.

O Santos pediu ao pai de Neymar para mostrar o contrato da N&N com o Barcelona. No entanto, ele alegou que o documento tem uma cláusula de confidencialidade e se recusou a mostrá-lo à cúpula alvinegra.

O Santos utilizou a reunião extraordinária do Conselho Deliberativo do clube na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro, para apresentar um dossiê que desmente Neymar da Silva Santos, pai de Neymar, e Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, presidente licenciado do clube, sobre as negociações da venda do atacante ao Barcelona, da Espanha.

A diretoria santista mostrou diversas matérias de jornais, sites e programas de televisão no Brasil e na Espanha com declarações de Neymar pai negando que recebeu os 10 milhões de euros adiantados do Barça em 2011. Um dos vídeos publicados pelo Santos mostra o trecho de uma entrevista concedida por Neymar pai ao repórter André Plihal, da ESPN Brasil. Questionado se o dinheiro do Barcelona havia caído em sua conta bancaria, o pai do atleta respondeu na época: "Poxa, seria bom, mas não teve isso".

Em seguida, Odílio Rodrigues, presidente em exercício do Santos, apresentou vídeos e novas matérias escritas com o pai do jogador confirmando o recebimento do montante, confissão que ocorreu no mês passado após negar por mais de dois anos o ocorrido.

Futebol