PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Palmeiras quer colher frutos de profissionalização da base já em 2014

José Carlos Brunoro concede entrevista coletiva na reapresentação do Palmeiras - Rivaldo Gomes/Folhapress
José Carlos Brunoro concede entrevista coletiva na reapresentação do Palmeiras Imagem: Rivaldo Gomes/Folhapress

Mauricio Duarte

Do UOL, em São Paulo

05/01/2014 06h00

O Palmeiras espera contar com suas categorias de base no ano do centenário. O clube já confirmou que quatro atletas das categorias inferiores estarão no elenco principal em 2014: Bruno Oliveira (lateral-direito), Thiago Martins (zagueiro que disputará a Copa São Paulo), Luiz Gustavo (zagueiro que retornou de empréstimo do Vitória) e Renatinho (volante).

Além deles, a ideia é aproveitar atletas que se destacarem na Copa São Paulo. “Aproveitamos 12 jogadores da base no último ano. Não sei se é algo inédito, mas é, sim, diferente na história do Palmeiras. E isso seguirá acontecendo. Profissionalizamos a base para aproveitar os jogadores”, afirmou José Carlos Brunoro, diretor executivo do clube.

A reestruturação das categorias de base foi um plano implementado pelo presidente Paulo Nobre. O departamento sofreu uma série de mudanças e cortes. Ele extinguiu o time B por conta dos gastos excessivos e investiu nas categorias sub-11 e sub-13.  O clube também integrou as áreas do departamento médico na base, para poder ter um maior controle sobre a situação física dos atletas.

A equipe do Palmeiras sub-20, que disputa a Copinha, foi vice-campeã brasileira. Isso despertou ainda mais o interesse da comissão técnica. “São jovens valores que amadurecerão com o tempo. O torcedor vê que eles podem ter um futuro promissor. É uma semente que pode virar realidade. É bacana porque às vezes você fica em dúvida e vai buscar jogadores para compor o elenco sendo que temos essas características dentro de casa. Claro que temos de reforçar o nosso elenco, mas também temos de ter bons olhos com as categorias de base”, disse o treinador Gilson Kleina.

Por determinação da diretoria, além de dar chance a jovens estrelas, o clube também emprestará promessas para que elas ganhem experiência e amadureçam antes de vestir a camisa profissional da equipe do Palestra Itália. Tudo sendo monitorado pela comissão técnica alviverde.

“Jogadores da base agora terão plano de carreira, a gente quer que eles vão para um lugar que a gente tenha acesso ao aproveitamento deles, e isso vai acontecer”, explicou Brunoro, citando o exemplo de Patrick Vieira, que retornou de empréstimo do Yokohama, do Japão, e espera ser aproveitado no clube.

Futebol