PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Polícia detém dois suspeitos de roubo de câmeras fotográficas no gramado do Pacaembu

Fotógrafos que trabalham em jogos no Pacaembu têm sofrido com roubo de câmeras - Leonardo Soares/UOL
Fotógrafos que trabalham em jogos no Pacaembu têm sofrido com roubo de câmeras Imagem: Leonardo Soares/UOL

Bruno Thadeu e Danilo Lavieri

Do UOL, em São Paulo

24/05/2012 01h19

Já virou rotina. Em jogos no Estádio do Pacaembu, fotógrafos sofrem furtos durante o trabalho que desenvolvem nos jogos. Na madrugada desta quinta-feira, após o jogo entre Corinthians e Vasco, a Polícia Militar deteve dois suspeitos que fazem parte de uma quadrilha que furta equipamentos.

Tudo começou minutos após o jogo, quando o fotógrafo Felipe Rau, do Estadão, percebeu que sua câmera tinha desaparecido. Ele acionou a polícia e os colegas para tentar recuperar, mas não adiantou. O profissional estima que os equipamentos roubados custam em torno de R$ 30 mil.

Em busca do equipamento, os fotógrafos notaram que outro furto acontecia no mesmo momento. Desta vez, uma senhora que aparentava cerca de 50 anos e outro jovem que tinha aproximadamente 25, ambos ainda não identificados e que não falavam português fluente, tentavam roubar a mala com todos os equipamentos de André Penner, funcionário da agência internacional AP.

Instantaneamente, a dupla foi cercada pelos presentes no gramado e acabaram tomando chutes e pontapés. Sem saber o que acontecia, a torcida do Vasco, que ainda estava no Pacaembu, fazia festa e gritava contra os fotógrafos. Minutos após a confusão, a polícia deteve os dois suspeitos e levou para a delegacia para que explicações fossem dadas. 

A mulher também admitiu que um terceiro integrante do grupo havia roubado o equipamento de Felipe Rau. Apesar disso, a câmera ainda não tinha sido recuperada. Segundo os fotógrafos, essa é a quarta vez em um ano que acontece um roubo de equipamentos. 

Futebol