PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Zagueiro corintiano revela desejo de ser presidente da CBF após largar os campos

Paulo André foi um dos destaques do Corinthians na reta final do Brasileiro 2011 - Reprodução
Paulo André foi um dos destaques do Corinthians na reta final do Brasileiro 2011 Imagem: Reprodução

Do UOL Esporte

Em São Paulo

01/01/2012 10h54

Uma exceção no comportamento padrão dos boleiros do país, entregues a pagodes e peladas de final de ano, o zagueiro Paulo André teve seu lado intelectual apresentado neste domingo no Esporte Espetacular, da TV Globo. No programa, além de mostrar o lado pintor, o jogador do Corinthians manifestou seu desejo de ser presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) depois de abandonar os campos.

"Meu sonho, depois de ser jogador, é ser presidente da CBF. Acho que tenho ideias legais, conhecimento técnico, pela vivência no futebol. Acho que dá para mudar muita coisa no futebol brasileiro", afirmou Paulo André ao programa dominical. "O ser humano pode tudo, desde que tenha disciplina e vontade de aprender", acrescentou.

  • Reprodução

    Reprodução de um dos quadros de Paulo André

Em entrevista ao UOL Esporte em agosto de 2011, o defensor corintiano já havia mostrado um pouco de seu lado politizado, ao opinar sobre o que diz entender como necessidade de mudança de comando na CBF, presidida desde 1989 por Ricardo Teixeira.

"Acho que ele (Teixeira) foi importante para o futebol, até porque ganhou duas Copas pelo país, mas em qualquer forma democrática de governo mudanças de pessoas e de ideias são benvindas, e temos inúmeros exemplos para comprovar isso", disse à época o atleta de 28 anos.

Em 2012, Paulo André lançará um livro com a compilação de textos publicados em seu blog, com artigos sobre reflexões da carreira de jogador profissional e bastidores do Corinthians.

Inicialmente, a obra contaria com a colaboração de Sócrates, ídolo do Corinthians morto em dezembro passado. O zagueiro se aproximou do ex-jogador através da esposa do antigo capitão da seleção brasileira, sua amiga de infância.

Na matéria do Esporte Espetacular, Paulo André falou que adotou a pintura como hobby durante uma grave lesão quando jogava no futebol francês. O programa mostrou quadros do zagueiro, como uma reprodução do ícone do jazz Miles Davis e paisagens de outono. A reportagem também abordou outro jogador corintiano com inclinação intelectual. Trata-se de Wallace, que discorreu sobre sua paixão pela literatura.

Esporte