Topo

Esporte


Presidente Andrés Sanchez defende que Corinthians não jogue a Libertadores

Andrés Sanchez não vê a Libertadores da América rentável para o Corinthians - Antonio Cruz/Agência Brasil
Andrés Sanchez não vê a Libertadores da América rentável para o Corinthians Imagem: Antonio Cruz/Agência Brasil

Do UOL Esporte

Em São Paulo

24/06/2011 15h38

Presidente do Corinthians que tem seu mandato com término no final deste ano, Andrés Sanchez deu mais uma de suas polêmicas declarações. Segundo ele, o Corinthians ‘paga para jogar a Libertadores’, e se ele continuasse à frente da presidência do clube, vetaria a participação da equipe na principal competição sul-americana no ano que vem.

'NOVO' CENTÉSIMO ASSOMBRA J. CESAR

  • Moacyr Lopes Junior/Folha Imagem

    Julio Cesar tenta se desvencilhar do rótulo de goleiro que falha em momentos decisivos. O centésimo gol de Rogério Ceni marcado no clássico Majestoso em Barueri, em 27 de março, aumentou a desconfiança sobre o goleiro corintiano, que revê o algoz tricolor neste domingo.

    Para o clássico no Pacaembu, às 16h, Rogério Ceni pode alcançar uma nova contagem centenária. Ele soma 99 gols para a Fifa, dois a menos em relação à contagem do São Paulo.

“Se eu continuasse presidente, o Corinthians não iria disputar a Libertadores no ano que vem. Do jeito que estão essas cotas não dá para ficar não. O Corinthians paga para jogar”, declarou Sanchez no programa São Paulo Acontece, da Band.

O mandatário corintiano falou também sobre o futuro estádio do clube, que está sendo construído em Itaquera e pode ser sede da abertura da Copa do Mundo de 2014. Para ele, “será o mais bonito do mundo e mais rentável também. Tudo está sendo feito para ser o melhor possível”, falou Andrés.

Sanchez confirmou o prazo de entrega das obras concluídas para dezembro de 2013 e disse ainda que o estádio pode ficar pronto ainda de quatro a cinco meses antes da data prevista.

O presidente do Corinthians opinou também sobre os jovens valores brasileiros, Ganso, Lucas e Neymar, convocados para a seleção brasileira para a disputa da Copa América na Argentina. “Ganso é melhor que Neymar, prefiro ele para meu time. Mas o Neymar vai ser um dos melhores do mundo”.

Andrés disse que dos três, Lucas é o que tem melhor estilo para brilhar na Europa, mas que Neymar e Ganso também vão se dar muito bem no Velho Continente. Após falar que o Corinthians será o campeão brasileiro de 2011, pelo bom planejamento do clube, e de que Ralf merece uma chance na seleção brasileira, Sanchez negou a intenção de se tornar presidente da CBF.

“Não quero ser presidente da CBF, não tenho esse objetivo, quero acabar o ano e ir pra casa e ficar com os meus filhos. Futuramente eu não sei, mas não tenho isso como objetivo, tem muita gente na minha frente (para o cargo)”, concluiu Andrés Sanchez.

Esporte