PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Em jejum de título, São Paulo vê seus ex-comandantes em decisões de taças

Muricy e Ricardo Gomes estiveram à frente do São Paulo nesta fase sem títulos - Fotos de REUTERS/Paulo Whitaker e Marcelo Sadio/Site oficial do Vasco
Muricy e Ricardo Gomes estiveram à frente do São Paulo nesta fase sem títulos Imagem: Fotos de REUTERS/Paulo Whitaker e Marcelo Sadio/Site oficial do Vasco

Bruno Thadeu

Em São Paulo

03/06/2011 07h00

O São Paulo amarga período longo sem títulos. A última conquista ocorreu no Brasileirão de 2008. Eliminado da Copa do Brasil e Paulistão, a equipe do Morumbi ainda tem o Nacional e a Copa Sul-Americana para tentar salvar o ano. Paralelamente, dois ex-treinadores do clube estão próximos de serem campeões. Muricy Ramalho e Ricardo Gomes disputam finais de competições distintas.

CARPEGIANI BARRA JUAN E PROMOVE PROMESSAS

O técnico do São Paulo tirou Juan do time titular, utilizando o jovem Henrique Miranda na vaga. Dener, 18, e Bruno, 17, passarão a treinar no elenco principal

Os dois técnicos têm relação direta com o jejum de título do time tricolor.

Presente na saga mais recente do São Paulo, Muricy foi demitido durante o Brasileirão de 2009. O argumento da diretoria era que a relação com treinador estava desgastada. Gomes o sucedeu.

Desde então, Muricy passou pelo Palmeiras, Fluminense e Santos. Com exceção do time alviverde, ele levantou taça nas outras duas equipes.

À frente do Santos, Muricy decide o título da Libertadores.

Ricardo Gomes também treinou o São Paulo nesta época sem conquistas do clube. O técnico está a um empate do título da Copa do Brasil. O Vasco derrotou o Coritiba no primeiro jogo das finais, 1 a 0, no Rio.

EXAME APONTA ESTIRAMENTO NA COXA

  • Fábio Braga/Folha Imagem

    O zagueiro Rhodolfo sofreu leve estiramento na coxa esquerda e é dúvida para a partida contra o contra o Atlético-MG, dia 8, em Sete Lagoas, pelo Brasileirão.

Agora distantes do Morumbi, Muricy e Ricardo Gomes adotaram mesma estratégia para recuperarem Santos e Vasco, respectivamente.

O Santos deixou de ser o time que tem o “DNA ofensivo”, propagado pelo presidente do clube, para ser uma equipe equilibrada. Desde que assumiu a equipe da Vila, foram quatro jogos sem sofrer gol no torneio das Américas.

“Expliquei para os jogadores alguns defeitos que via no Santos quando vinha jogar contra eles. Foi só acertar o posicionamento, a marcação, e nada mais. Com a bola no pé os caras sabem o que fazer. Em time que tem Ganso e Neymar é meio caminho andado”, diz.

Em busca do inédito título da Copa do Brasil, o Vasco tem em Ricardo Gomes importante figura nessa chegada à decisão. O treinador apostou em jogadores da base, organizando a estrutura da equipe. Com 24 jogos no comando do Vasco, Gomes perdeu apenas uma partida.

Qual é o uniforme mais bonito?

Escolha qual uniforme do São Paulo você achou o mais bonito das história. São vários os modelos de unformes selecionados pelo UOL Esporte. Confira

 

Esporte