PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Desabafo, desculpa e "só treino": veja frases marcantes do dérbi paulista

Rubens Cavallari/Folhapress
Imagem: Rubens Cavallari/Folhapress

Do UOL, em São Paulo

23/02/2017 04h00

O primeiro clássico entre Corinthians e Palmeiras, deu o que falar. Na noite da última quarta-feira (22), o que não faltou foi polêmica dentro das quatro linhas da Arena Corinthians. Tudo começou com um erro do árbitro Thiago Duarte Peixoto, que expulsou um jogador alvinegro errado, resultando na revolta de Roberto de Andrade, presidente do Corinthians. A vitória corintiana também mexeu com os atuais campeões brasileiros.

As entrevistas depois da partida ainda contaram com Alecsandro chamando o Campeonato Paulista de "treino para Libertadores", lamentações de Jean e Dudu e, é claro, a felicidade de Jô, decisivo no triunfo por 1 a 0.

Confira as principais declarações do dérbi

  • Rubens Cavallari/Folhapress

    Thiago Duarte Peixoto, árbitro do clássico

    "Realmente houve um equívoco da arbitragem em um lance pontual feito por mim. No lance de contra-ataque, onde o jogador vai no contra-ataque, as diretrizes são de que se impede um lance promissor tem que aplicar amarelo e foi o que eu fiz, porém ao jogador errado" Leia mais

  • Rodrigo Coca/Eleven/Estadão Conteúdo

    Roberto de Andrade, presidente do Corinthians

    "Ele não pode apitar nunca mais, nem em condomínio, nem em jogo de prédio. Ele não pode nem ser torcedor, nem assistir jogo. Tem que passar longe de um estádio de futebol pelo que ele fez. Não estou preocupado com a suspensão do Gabriel, isso vamos ver amanhã. Estou preocupado com ele (juiz), que vai prejudicar outro amanhã, isso que me deixa preocupado. Alguém que está trabalhando sério, jogadores trabalhando sério, vem um cara e fez um negócio desse? Deixa o moleque chorando no vestiário? Que culpa tem ele?" Leia mais

  • Friedemann Vogel/Getty Images

    Alecsandro, atacante do Palmeiras

    "Acabou não dando certo, mas, tanto a diretoria, quanto nós jogadores, sabemos que dói e tem que doer mesmo a derrota para o rival. Mas sabemos que temos jogos agora no Campeonato Paulista. E o Campeonato Paulista, não tem como esconder, é um treino para a Libertadores". Leia mais

  • Ale Cabral/AGIF

    Dudu, capitão do Palmeiras

    "Não sei se é justo [o placar nestas circunstâncias], o futebol não existe isso. O futebol é de quem faz o gol, e infelizmente não fizemos". Leia mais

  • Rubens Cavallari/Folhapress

    Jô, atacante do Corinthians

    "Com frieza e paciência, a gente alcança as coisas. Nunca foi fácil aqui e nunca vai ser. Mérito do Carille, que tem uma filosofia aberta, não podemos ficar com a cabeça baixa se ficar lá fora. Tem de ter espírito de grupo". Leia mais

  • Agência Corinthians e Agência Palmeiras

    Carille, técnico do Corinthians

    "Sinto uma felicidade imensa. Temos pouco tempo de trabalho, e os jogadores tendo um entendimento muito grande, se entregando. Olho no olho de todos, respeito do mais velho ao mais novo. O grupo fortalece. São 35, 40 jogadores, tenho de escalar 11. Tenho de ser verdadeiro com todos". Leia mais

  • Cesar Greco/Fotoarena

    Eduardo Baptista, técnico do Palmeiras

    "É uma derrota que dói, claro. Primeiro tempo bastante igual, duro e brigado. O segundo tentamos abrir a equipe do Corinthians, mas fomos um pouco lentos na rotação da bola, tinha que chegar mais rápida dos lados. Fomos muito morosos neste sentido". Leia mais

Esporte