PUBLICIDADE
Topo

Esporte

10+ dos estaduais: caneta sofrida por Vinícius Jr. e mascotes são destaques

Luciano Belford/AGIF
Imagem: Luciano Belford/AGIF

Do UOL, em São Paulo

26/02/2018 04h00

Os clássicos de São Paulo e Rio de Janeiro foram destaques dos campeonatos estaduais no fim de semana. Mas não foram os únicos.

Pelo Paulistão, o Corinthians recebeu o Palmeiras e venceu por 2 a 0. Além de encerrar a invencibilidade do time alviverde, o jogo foi marcado pelo pênalti de Jailson em Renê Júnior, pelas polêmicas envolvendo a arbitragem e pelo fim da série invicta do goleiro.

Já pelo Campeonato Carioca, Fluminense e Flamengo se enfrentaram na Arena Pantanal. O Flu se aproveitou da presença de vários reservas no time rubro-negro e venceu por 4 a 0.

Mas não foi só isso. No Paraná, o Coritiba é campeão do primeiro turno. No Ceará e em Minas Gerais, quem roubou a cena foram os mascotes.

Confira o que rolou:

  • No Fla, derrota ainda tem drible em Vinícius Júnior

    Fluminense e Flamengo se enfrentaram em Cuiabá pela segunda rodada da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca. E além da derrota por 4 a 0, um rubro-negro teve um motivo a mais para lamentar: Vinícius Júnior. Durante o jogo, o jovem atacante ainda levou uma bola no meio das pernas - um oferecimento de Gilberto. Leia mais

  • Reprodução

    Torcedor do Flu cai de arquibancada

    A torcida do Fluminense comemorou, mas também teve motivos para se preocupar. Ainda no primeiro tempo, um torcedor subiu em uma mureta da Arena Pantanal, desequilibrou-se e caiu. Por sorte, a altura era baixa, e ele logo foi reconduzido a seu lugar. Leia mais

  • RICARDO MOREIRA/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

    O recomeço intenso de Gabigol

    Na Europa, Gabigol teve poucas chances para atuar. No entanto, desde que voltou ao Brasil, o atacante tem aparecido - para bem ou para mal - nas súmulas das partidas. Em quatro jogos pelo Santos, foram quatro gols e três cartões amarelos. Responsável direto pela vitória santista sobre o Santo André por 2 a 0, foi advertido e terá que cumprir suspensão automática na próxima rodada, contra o Corinthians. Leia mais

  • MARCO GALVãO/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

    O fim da invencibilidade de Jailson

    Jailson, goleiro do Palmeiras, não perdia um jogo desde setembro de 2016. No entanto, viu sua série de mais de 500 dias ruir no clássico fora de casa diante do Corinthians. Expulso após cometer um pênalti, o goleiro acompanhou do lado de fora do campo o time alviverde perder por 2 a 0.

  • Paulo Fernandes/Vasco.com.br

    Portuguesa x Vasco: bola aérea encerra jejum

    A Portuguesa-RJ não vencia o Vasco da Gama desde 1964. No entanto, o jejum de 54 anos caiu neste domingo, e graças à bola aérea - a mesma que andou provocando calafrios na torcida cruzmaltina durante a Copa Libertadores da América. O algoz da vez foi Tiago Amaral, que aproveitou a confusão na área após um escanteio e marcou para a equipe rubro-verde. Leia mais

  • Reprodução/Premiere

    A assustadora lesão de Renê Júnior

    O pênalti cometido por Jailson no Corinthians 2 x 0 Palmeiras deixou uma significativa marca em Renê Júnior, do Corinthians. Com um profundo corte na perna, o jogador precisou levar seis pontos após o lance.

  • José Eduardo Martins

    São Paulo x torcida: acabou a lua de mel?

    O apoio da torcida foi fundamental para que o São Paulo reagisse no segundo turno do Campeonato Brasileiro de 2017. No entanto, o clima é bem menos amistoso no começo de 2018. Além da prisão de dezenas de torcedores do lado de fora do Morumbi neste domingo, o jogo São Paulo 0 x 0 Ferroviária ainda foi marcado pelas vaias dos são-paulinos o técnico Dorival Júnior. Leia mais

  • Coritiba FC/Divulgação

    Coritiba conquista primeiro turno do Paranaense

    Nada de zebra: jogando em casa, o Coritiba encarou o Rio Branco na decisão do primeiro turno do Campeonato Paranaense e não deu chances para o time de Paranaguá. Com um gol no primeiro tempo e dois no segundo, venceu por 3 a 0 e faturou a Taça Dionísio Filho. Com isso, já se garantiu na decisão do torneio estadual. Leia mais

  • Mascote tira camisa e é expulso

    A vitória do Fortaleza sobre o Ferroviário por 3 a 1 neste domingo (25), no estádio Presidente Vargas, foi marcada por uma cena no mínimo peculiar: o mascote Tutuba, do Ferroviário. A personagem saiu correndo enlouquecidamente assim que Afonso empatou o jogo em 1 a 1 no fim do jogo, jogou a camisa para cima, parou na frente da bandeirinha de escanteio e ensaiou uma dança um tanto desajeitada. O árbitro não gostou e expulsou. Leia mais

  • Em MG, mascote brilha como goleiro

    Aos 35 min do segundo tempo, quando o Patrocinense já vencia o Villa Nova por 2 a 0, o Villa teve uma chance de marcar em cobrança de falta. A bola pegou na defesa e voltou para Mário César, que bateu - após um desvio, o arremate foi para fora. Atrás do gol, do lado de fora do campo, a mascote do Patrocinense aproveitou para brilhar: com um acrobático salto, a Águia Grená fez a defesa - e a alegria da torcida presente. Leia mais

Esporte