PUBLICIDADE
Topo

Seleção Brasileira

Casemiro ri de colchão como causa de lesão de Marcelo: "Já dormi no chão"

Casemiro concede entrevista coletiva após treino da seleção brasileira - REUTERS/Hannah McKay
Casemiro concede entrevista coletiva após treino da seleção brasileira Imagem: REUTERS/Hannah McKay

Danilo Lavieri, Dassler Marques, João Henrique Marques, Ricardo Perrone e Pedro Ivo Almeida

Do UOL, em Sochi (Rússia)

29/06/2018 13h53

Classificação e Jogos

Casemiro brincou com a possibilidade de o colchão do hotel da seleção brasileira ser a causa das dores na região lombar de Marcelo. O lateral esquerdo teve um espasmo nas costas durante a partida contra a Sérvia e precisou de ajuda para deixar o gramado, sendo substituído aos nove minutos de jogo.

- Veja a tabela completa, as datas e as chaves das oitavas de final
- Simule os resultados e veja como ficam as quartas de final
- Neymar S/A: a engrenagem por trás do maior jogador de futebol do Brasil

Em explicações sobre eventuais causas, Rodrigo Lasmar, médico da seleção, disse que até mesmo o local de sono dos atletas pode ter influenciado no problema. No início do mês, a imprensa da Bélgica também havia revelado que a seleção levou colchões personalizados para evitar desconforto.

“Estão discutindo se colchão é bom ou ruim... Na nossa infância, muitos jogadores dormiam no chão. Então não tem o que falar do colchão. Cada um coloca a culpa no que for. Eu dormi no chão e nunca tive problema. Cada um tem as suas explicações”, afirmou o jogador com bom humor.

Depois de emendar a final da Liga dos Campeões com a preparação da seleção para a Copa, Casemiro disse não estar sentindo desgaste e elogiou a preparação da comissão técnica.

“Fisicamente, com a tecnologia que temos, com os profissionais que temos, a seleção está fazendo um grande trabalho e tem que dar parabéns a todos da comissão técnica. Não vejo problema. Tenho 26 anos ainda. Tenho muito a correr”, completou.

Por fim, o volante afirmou que, daqui para frente, a seleção fará mais conversas e reuniões com vídeo para analisar o adversário do que ir a campo para treinar. O Brasil joga contra o México, na segunda-feira, em Samara.

“É mais ajuste, parte física, um vídeo. É ajuste mental, com detalhes... O que foi trabalhado, já trabalhamos no decorrer da preparação”, finalizou.

Seleção Brasileira