Rodrigo Mattos

Rodrigo Mattos

Siga nas redes
ReportagemEsporte

Receita baixa com PPV gera desafio extra a Santos após rebaixamento

Ao ser rebaixado para a Série B, o Santos já tem uma perda financeira com receitas de TV de pelo menos R$ 80 milhões. Aí fica a dúvida: quanto a equipe santista vai arrecadar com o Nacional em 2024?

Pela regra atual, o Santos tem duas opções: 1) ficar com a receita que obtém de pay-per-view do Brasileiro, já que a Globo também transmite a Segundona nesta plataforma 2) receber a cota fixa igualitária da Série B em contrato feito da CBF com a Brax.

Pelo que apurou o blog, não é claro qual a opção mais vantajosa porque a arrecadação do Santos no ppv é baixa comparada com outros clubes grandes.

O contrato da Série B gira em torno de R$ 8 milhões, mas também inclui extras de pagamento de custos de viagem e logística. Assim, montante chega a cerca de R$ 10 milhões fixos e garantidos.

A arrecadação do Santos com ppv é próxima deste valor. O cálculo é pelo número de assinantes que se declaram santistas e o percentual que representam no total da arrecadação da plataforma. Há clubes com percentuais garantidos como Flamengo, Corinthians e Grêmio, mas não é o caso do Santos.

Assim, o próximo novo presidente santista, Marcelo Teixeira, terá de fazer contas para saber se aposta em uma arrecadação incerta que pode até vir a ser maior ou na certeza do acordo da Série B.

Reportagem

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes