PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Menon


Menon

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

São Paulo: Daniel Alves na Olimpíada é dizer adeus à luta por títulos

Menon

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar. Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

17/06/2021 12h14

André Jardine convocou Daniel Alves para a Olimpíada. Uma decisão que pode ser ótima para ele, para Daniel, para a CBF, para o COB, para o prefeito de Tóquio, para Bolsonaro, para muita gente. Só não é boa para o São Paulo.

Daniel precisa se apresentar dia 8 de julho. O São Paulo enfrenta o Racing, pela Libertadores, nos dias 13 e 20. Como o embarque para o Japão será dia 15, talvez o clube consiga a liberação, o que tornaria a ausência menos traumática.

Mas não é apenas a Libertadores. Há a Copa do Brasil e o Brasileiro. E é só ver os resultados atuais do São Paulo para se perceber o tamanho da encrenca.

É muita irresponsabilidade convocar Daniel Alves. É muita irresponsabilidade o São Paulo liberar o jogador. Só falta não escalá-lo nos próximos jogos para que ele fique bem para Jardine.

Jardine também convocou Gabriel Menino e Pedro, mas eles são sub-23. Teriam boa exposição, e talvez os clubes possam conseguir uma boa venda.

O São Paulo, nem isso.

Talvez apenas uma estrela dourada a mais no uniforme, como as de Adhemar Ferreira da Silva.

Será que vale a pena?

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Menon