PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Menon


Menon

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Deyverson em campo é desespero de Abel

Gustavo Mosquito, atacante do Corinthians, no clássico contra o Palmeiras - Rodrigo Coca / Ag. Corinthians
Gustavo Mosquito, atacante do Corinthians, no clássico contra o Palmeiras Imagem: Rodrigo Coca / Ag. Corinthians
Menon

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar. Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

13/06/2021 04h00

O Palmeiras tem uma pobreza tática impressionante. Adora um contra-ataque e pouco mais faz além disso.

Fez um gol de contra-ataque aos três minutos, recuou e sofreu empate de um time bem inferior tecnicamente e que está começando um trabalho agora.

Pois bem. No final do jogo, em busca da vitória, Abel busca uma alternativa. Entram Marcos Rocha e.... Deyverson. Sim, ele está de volta.

Um para cobrar lateral na cabeça de outro. E vários outros jogadores fazendo o bumba meu boi. Bola alta para Deyverson.

A pobreza tática virou tática paupérrima.

Depender de Deyverson é muito desespero.

Um jogador bizarro, que vive fingindo falta, que já foi expulso duas vezes por cuspir em adversário...

Não é jogador para o Palmeiras.

Não é solução para o Palmeiras.

Deyverson é apenas a prova da pouca criatividade de Abel.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Menon