PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Menon


Menon

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

São Paulo, de Sara e Rigoni, supera drama e sonho do digno 4 de Julho

Menon

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar. Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

08/06/2021 20h53

Um passe errado de Reinaldo e um gol de Dudu Beberibe logo aos 30 segundos criaram um roteiro dramático para o São Paulo no Morumbi. Teria de fazer três gols. Poderia ser quatro se o chute de Edy tivesse entrado.

Depois, a realidade foi implantada.

O São Paulo é muito melhor e foi empilhando gols. Difícil fazer muita análise tática. Alguns pitacos.

1) O 4 de Julho teve quatro chances além do gol. Foi digno. Não apelou. Tudo muito bonito, mas um pouco de falta de juízo.

2) Gabriel Sara fez uma boa partida. É o tipo de jogador que não terá sucesso em um grande time da Europa, mas que é muito útil. Seu gol de cabeça foi o 11º em 63 jogos.

3) Rigoni foi muito bem. Aberto, na ponta, deu passe para Sara. Pelo meio, marcou seu primeiro gol.

4) Pablo fez três gols. Algo raro. Pode ser importante para seu crescimento.

5) Foram nove gols. Muito bonito. Merecido, tecnicamente. Mas o 4 de Julho deixa uma história a mais na Copa do Brasil. O sonho terminado em pesadelo. As pernas cansadas. O gol contra de Chico Bala. Futebol é assim.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Menon