PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Menon


Menon

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Palmeiras chegou, do jeito que Abel planejou

Menon

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar. Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

14/05/2021 21h22Atualizada em 14/05/2021 21h43

O Palmeiras venceu o Bragantino por 1 x 0 e está na semifinal do Paulista. Podia ser mais. E foi como Abel planejou.

Mais uma vez, ele colocou vários reservas desde o início. Segundo o seu planejamento. Ao contrário do que muitos críticos pensaram e lamentaram.

Não foi um jogo bacana, com os dois times espelhados com três zagueiros. O Palmeiras, melhor, porque tinha mais saída de bola pelos lados do campo.

O segundo tempo foi todo do Palmeiras, mais bem postado em campo, com mais qualidade técnica e com o Bragantino errando muitos passes.

Abel, então, fez o lance decisivo. Colocou Rony e Luiz Adriano. E Scarpa, que jogou muito bem, fez bela jogada, complementada com gol de Rony.

O Palmeiras chegou. Com Maike na primeira linha. Como Abel queria.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Menon