PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Menon


Menon

Flamengo é egoísta e oportunista, mas o jogo precisa ser adiado

Menon

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar. Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

24/09/2020 18h44

O jogo Palmeiras x Flamengo precisa ser adiado. É um atentado à saúde pública. Quem garante que os jogadores do Flamengo escalados para o jogo não estarão contaminados de forma assintomática?

Se estiverem, poderão contaminar os jogadores do Palmeiras. A equipe de arbitragem. Os médicos. Os motoristas. Muito mais gente.

O jogo deve ser adiado, mesmo com tudo de ruim que Landim, também infectado, tem feito. Só para lembrar, o Flamengo não aceitou adiar o jogo contra o Atlético-GO, que tinha muitos infectados. E o Dragão, com reservas, meteu três no lombo do time dirigido por Domènec, também infectado.

Márcio Tannure, também infectado, não teve empatia com os jogadores do Atlético.

E o que dizer do Goiás, que teve de jogar com reservas contra Furacão e Palmeiras.

O Flamengo, com muitos infectados, quer a volta do público aos estádios. Está querendo infectar os torcedores também.

A diretoria do Flamengo, com sua modernidade jeca, é a cara do atraso. Não pensa no futebol como um todo, não pensa em segurança, Marcos Braz sai abraçado de campo com o chiliquento Gabigol (sem máscara), disse que seu protocolo era uma maravilha, forçou a volta do Estadual, mesmo com um funcionário morto por Covid, e terminou sendo o Clube de Regatas Infectado.

Ou Infectados?

Mesmo de tantos exemplos de falta de cidadania, não vou defender a possibilidade de morte, não vou defender a certeza da pandemia estendida.

Não significa que eles estejam certos em pedir adiamento. Fazem isso por oportunismo.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Menon