PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Menon


Menon

Diretoria precisa intervir no Flamengo

Jogadores do Flamengo lamentam derrota para o Independiente del Valle na Libertadores  - Pool/Getty Images
Jogadores do Flamengo lamentam derrota para o Independiente del Valle na Libertadores Imagem: Pool/Getty Images
Menon

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar. Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

18/09/2020 04h00

Galo 1 x 0 Flamengo.

Atlético Goianiense 3 x 0 Flamengo.

Ceará 2 x 0 Flamengo.

Independiente del Valle 5 x 0 Flamengo

Quatro derrotas em 11 jogos. E dois empates conquistados os últimos minutos graças a pênalti que só o VAR viu. Acertadamente.

São números ruins. Muito aquém do que se esperava, mesmo considerando-se que o treinador é novato, em sua segunda experiência profissional, após passagem pela MLS.

Não estou desprezando seus anos como analista e depois auxiliar de Guardiola. Valorizo, mas que é diferente de assumir um time, isso é.

A diretoria do Flamengo precisa intervir. Ter uma conversa dura com o treinador. Está faltando alguma coisa. E, depois de ouvir, também falar. Dizer claramente que é hora de recuar e beber avidamente na fonte de Jesus.

E dizer aos jogadores que não será mais tolerado comportamento como o de Gabigol, totalmente ausente em Quito. Não dá para passar a mão na cabeça de quem não aceita banco de reservas e, dentro de campo, se omite.

Tem muita coisa errada no Flamengo. A omissão da diretoria não pode ser mais uma.

É preciso agir.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Menon