Mauro Cezar Pereira

Mauro Cezar Pereira

Siga nas redes
Só para assinantesAssine UOL
OpiniãoEsporte

A curiosa tese de Renato para a defesa do Grêmio, quarta pior Brasileirão

O Grêmio sofreu 53 gols em 35 partidas pelo campeonato brasileiro deste ano. Defesas piores? Apenas as dos já rebaixados, América (74) e Coritiba (69), além da retaguarda do Santos (56), que levou sete tentos em apenas um jogo, contra o Internacional (7 a 1).

Um desempenho bizarro para um time que está na quinta colocação, já brigou por liderança e até domingo passado ainda alimentava esperanças de título. Um dos casos mais incríveis de desequilíbro entre gols marcados e sofridos nos pontos corridos.

Isso porque os gremistas têm o segundo melhor ataque, com 57 tentos, um apenas a menos no comparativo com o mais positivo do certame, que pertence ao líder, Palmeiras. Botafogo (56) e Flamengo (54) aparecem em seguida.

"Sofremos gols porque eu treino o time para jogar para frente. Não adianta falarmos somente de uma parte, de que sofremos muitos gols. Prefiro ter a pior defesa junto com o melhor ataque", disse o técnico Renato Portaluppi após a derrota (3 a 0) para o Atlético.

Uma tese no mínimo curiosa. Não seria mais interessante ter um ataque que faz muitos gols e uma defesa que sofre poucos?

Siga Mauro Cezar no Twitter

Siga Mauro Cezar no Instagram

Siga Mauro Cezar no Facebook

Inscreva-se no Canal Mauro Cezar no YouTube

Opinião

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes