PUBLICIDADE
Topo

Marcel Rizzo

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

'Danilo é um meio-campista moderno', elogia Fifa em relatório após Mundial

Danilo recebe o prêmio de terceiro melhor jogador do Mundial de Clubes - Adil Alnaimi/DiaEsportivo/Estadão Conteúdo
Danilo recebe o prêmio de terceiro melhor jogador do Mundial de Clubes Imagem: Adil Alnaimi/DiaEsportivo/Estadão Conteúdo
Marcel Rizzo

Marcel Rizzo - Formado em jornalismo em 2000 pela PUC Campinas, passou pelas redações do Lance!, Globoesporte.com, Jornal da Tarde, Portal iG e Folha de S. Paulo, no qual editou a coluna Painel FC. Cobriu Copas do Mundo, Olimpíada e dezenas de outros eventos esportivos.

Colunista do UOL

22/02/2022 04h00

"Danilo é um meio-campista moderno que faz o trabalho duro, mas também tem visão e técnica para jogar", escreveu o ex-técnico da seleção inglesa Steve McClaren em relatório da Fifa que definiu os melhores jogadores do Mundial de Clubes encerrado em 12 de fevereiro, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos. O volante do Palmeiras ficou em terceiro na eleição, atrás do zagueiro Thiago Silva, do campeão Chelsea, e do companheiro Dudu.

O bom desempenho de Danilo no torneio em que o Palmeiras acabou em segundo lugar, perdendo a final para o Chelsea por 2 a 1, e que resultou na bola de bronze, faz com que a direção do clube brasileiro entenda que será muito difícil segurar o volante de 20 anos por muito mais tempo no Brasil. O Liverpool, rival do Chelsea na Premier League, é um que observa.

  • Veja análises e últimas notícias do futebol no UOL News Esporte com Mauro Cezar Pereira, Alicia Klein e Domitila Becker:

E se depender dos elogios documentados pelos especialistas da Fifa vai ser complicado não vender Danilo já na próxima janela de transferência da elite europeia, em meados de 2022:

"Um jovem meio-campista que mostrou grande maturidade na leitura do jogo. Danilo chamou a atenção em sua atuação na semifinal contra o Al Ahly da maneira como protegeu seus quatro defensores, mas demonstrou paciência quando era preciso manter sua posição e bom senso para saber quando ir e se comprometer ofensivamente e, por isso, muitas vezes foi peça-chave no início de ataques e contra-ataques do Palmeiras", aponta relatório da Fifa.

Segundo o documento, o bom trabalho defensivo de Danilo foi refletido em oito bloqueios e cinco roubadas de bola durante a competição.

"Atacou e defendeu. Na final mostrou iniciativa e foi o meio-campista de destaque do Palmeiras na hora de iniciar o ataque. Foi ele quem tentou encontrar seus atacantes", escreveu o ex-técnico italiano Alberto Zaccheroni, outro membro do grupo técnico da Fifa que analisou o Mundial de Clubes e definiu os melhores da competição. Além de Zaccheroni e de McClaren fizeram parte do grupo Pascal Zuberbühler, ex-goleiro suíço, e o ex-jogador escocês Roy Aitken.

Dudu, mais experiente aos 30 anos, também recebeu elogios que resultaram na bola de prata. "Um atacante eletrizante, ele foi criativo e criou os ataques de sua equipe quando estava com a bola", aparece descrito no relatório da Fifa. Pelos números apresentados por ferramenta que ajudou o grupo técnico a escolher os melhores do Mundial, Dudu teve uma média de 2,4 tentativas de gol por jogo. Apesar de 100% dessas tentativas estarem sob pressão indireta, ele acertou 40% delas.