PUBLICIDADE
Topo

Marcel Rizzo

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Globo deve transmitir futebol de cegos na Paralimpíada e Brasil pede Galvão

Seleção de futebol de 5 (para cegos) recebe a medalha de ouro nos Jogos Paralímpicos do Rio-2016 - Divulgação/CPB
Seleção de futebol de 5 (para cegos) recebe a medalha de ouro nos Jogos Paralímpicos do Rio-2016 Imagem: Divulgação/CPB
Marcel Rizzo

Marcel Rizzo - Formado em jornalismo em 2000 pela PUC Campinas, passou pelas redações do Lance!, Globoesporte.com, Jornal da Tarde, Portal iG e Folha de S. Paulo, no qual editou a coluna Painel FC. Cobriu Copas do Mundo, Olimpíada e dezenas de outros eventos esportivos.

Colunista do UOL

13/08/2021 13h06

Pela primeira vez o futebol de 5 em uma Paralimpíada deve ter transmissão ao vivo pela TV Globo. A emissora pretende transmitir na íntegra a semifinal e a final do torneio para cegos caso o Brasil esteja presente, nas madrugadas de 2 e 4 de setembro. Tetracampeã paralímpica, a seleção é a grande favorita ao ouro em Tóquio.

Há, inclusive, expectativa entre os integrantes da equipe de que a narração, ao menos da final, seja feita por Galvão Bueno — o grupo pretende iniciar uma campanha nas redes sociais para que isso aconteça. A disputa pelo ouro tem boas chances de ser entre Brasil x Argentina, o que daria um ingrediente a mais para a presença do principal narrador brasileiro em um evento paralímpico.

No período das finais do futebol de 5 estará ocorrendo as Eliminatórias da Copa de 2022, com jogos da seleção brasileira, transmissão da Globo e, consequentemente, narração de Galvão Bueno. Mas no dia 4 especificamente, quando ocorrerá a final em Tóquio, não haverá confronto do time de Tite.

O futebol de 5 (para cegos) na Paralimpíada de Tóquio terá oito seleções participantes, divididas em dois grupos de quatro — os dois primeiros avançam para as semifinais, primeiro do A contra o segundo do B e primeiro do B versus o segundo do A. Os vencedores fazem a final e os perdedores disputam o bronze.

O Brasil está no Grupo A, junto com Japão, China e França. No B estão Argentina, Marrocos, Espanha e Tailândia. As semifinais vão ocorrer no dia 2 de setembro, entre 4h30 (de Brasília) e 9h (de Brasília). A final está marcada para as 5h30 (de Brasília) de 4 de setembro.

O futebol de 5 será, pela programação da Globo, o único evento da Paralimpíada ao vivo e na íntegra transmitido em TV aberta. A emissora dará flashes com medalhas dos brasileiros durante a programação, a maioria gravados. A cobertura ao vivo principal estará no SporTV, em TV fechada, em dois dos três canais disponíveis. Haverá conteúdo também no Globoplay.

O Brasil conta mais uma vez como o camisa 10, Ricardinho, considerado um dos melhores jogadores da história do futebol de 5. O presidente do CPB (Comitê Paralímpico Brasileiro), Mizael Conrado, foi da modalidade — ganhou o prêmio de melhor do mundo em 1998 e duas medalhas de ouro em Paralimpíadas, em Atenas-2004 e Pequim-2008.