PUBLICIDADE
Topo

Marcel Rizzo

NOTÍCIA

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Libertadores pode ter regra das 5 substituições alterada no meio do torneio

Cobiçada taça da Libertadores; competição começa na próxima semana                       - TWITTER CONMEBOL
Cobiçada taça da Libertadores; competição começa na próxima semana Imagem: TWITTER CONMEBOL
Marcel Rizzo

Marcel Rizzo - Formado em jornalismo em 2000 pela PUC Campinas, passou pelas redações do Lance!, Globoesporte.com, Jornal da Tarde, Portal iG e Folha de S. Paulo, no qual editou a coluna Painel FC. Cobriu Copas do Mundo, Olimpíada e dezenas de outros eventos esportivos.

Colunista do UOL

18/02/2021 14h50

A Conmebol manteve para o início das Copas Libertadores e Sul-Americana de 2021 as cinco substituições por partida, exceção à regra autorizada pela Ifab (órgão que regula o futebol ) e Fifa desde o ano passado por causa da pandemia. O problema é que para a reta final dos dois torneios essa permissão pode acabar, ou seja, a primeira parte das competições pode ser disputada com as cinco alterações e a segunda com as três normais.

Em julho de 2020 a Fifa estendeu as cinco alterações até julho de 2021, que coincide com o fim das temporadas das principais ligas europeias. Não há, até o momento, confirmação se haverá ou não a manutenção dessa exceção na regra. A intenção foi dar opções aos treinadores com o aperto dos calendários, após vários torneios serem paralisados, que exigem mais fisicamente dos jogadores. Para evitar perda de tempo a Fifa determinou que os times só podem parar o jogo por três vezes para realizar as cinco trocas.

O blog apurou que a Conmebol avaliou o tema, consultando inclusive as confederações, e decidiu manter as cinco alterações no início das competições, mas com o cuidado de não incluir isso nos regulamentos específicos. Foi criado um documento na terça-feira (16), chamado de "disposições específicas da Libertadores 2021", que incluiu as cinco alterações — o teor do texto se estende à Sul-Americana.

Se Fifa e Ifab decidirem não prorrogar até o fim de 2021 as cinco substituições, a Libertadores terá essa regra até as oitavas de final, programada para ocorrer nos meios de semana de 14 e 21 de julho. Quartas de final (em agosto), semifinais (em setembro) e a final única, dia 20 de novembro, teriam o limite de três alterações de volta. O cronograma da Sul-Americana é idêntico.

O tema será discutido na próxima reunião virtual do Conselho da Fifa, dia 19 de março. Os representantes sul-americanos do grupo, que inclui o vice-presidente da CBF Fernando Sarney, estão instruídos a conversar com a cúpula da federação internacional e explicar a importância da prorrogação da exceção à regra até o fim de 2021.

A Libertadores começa na próxima semana, com a primeira fase eliminatória e com as cinco alterações permitidas — e sem brasileiros. Dois times do Brasil, ainda indefinidos porque o Brasileirão e a Copa do Brasil não acabaram, entram na segunda fase eliminatória. A fase de grupos terá início em 21 de abril — cinco dias antes ocorre o sorteio das chaves. A Copa Sul-Americana começa em 16 de março, sem brasileiros que só entram na fase de grupos em 21 de abril.

Seis times brasileiros já estão confirmados na Libertadores 2021: Palmeiras, Inter, Flamengo, Atlético-MG, São Paulo e Fluminense. Restam duas vagas, que vão direcionar também as seis que o Brasil tem na Sul-Americana.