PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Para New York Times, Zinedine Zidane não tem o reconhecimento que merece

Zidane em ação durante jogo do Real contra o Bayern - AFP PHOTO / DPA / Matthias Balk / Germany
Zidane em ação durante jogo do Real contra o Bayern Imagem: AFP PHOTO / DPA / Matthias Balk / Germany

Do UOL, em São Paulo

26/04/2018 11h00

Nessa quarta-feira (25), o New York Times, famoso jornal que circula nos Estados Unidos, publicou análise que afirma que Zinedine Zidane não tem o reconhecimento que merece como técnico. No mesmo dia, o Real Madrid, time que o francês comanda, venceu o Bayern de Munique por 2 a 1 na Alemanha e deu importante passo para chegar à terceira final seguida de Liga dos Campeões sob o comando do treinador.

"Que sua breve carreira como técnico tenha entregado oito troféus em apenas 30 meses deveria ter deixado isso perfeitamente óbvio, é claro; nesta altura, o fato de que ele pode levar sua equipe a uma vitória por 2 a 1 ao visitar o Bayern de Munique na primeira partida de uma semifinal da Liga dos Campeões dificilmente seria digno de nota. Zidane, o treinador, não diferentemente de Zidane, o jogador, não conhece nada além de sucesso", diz o texto, por Rory Smith.

Zidane assumiu o comando da equipe profissional do Real em 2016. Desde então, venceu duas Ligas dos Campeões, dois Mundiais de Clubes, um Campeonato Espanhol, duas Supercopas da Europa e uma Supercopa da Espanha.

"Ele muitas vezes não recebe menção em discussão sobre quem, precisamente, são os melhores treinadores desta geração. Pep Guardiola e José Mourinho, é claro, seria os primeiros a se pensar; Zidane venceu a Liga dos Campeões tantas vezes quanto qualquer um deles e em uma fração de tempo menor", denuncia o New York Times.

De acordo com o periódico, parte da falta reconhecimento se dá pela presença de Cristiano Ronaldo no Real Madrid, o que acaba levando os holofotes em direção ao astro português.

"Talvez – e aqui também há alguma razão - é por causa do grande culto ao indivíduo, um indivíduo em particular, que envolveu este Real Madrid durante a maior parte da última década. Não importa quem seja, o treinador, esta sempre será a equipe de Cristiano Ronaldo: seus triunfos são infinitos, seus troféus são seus troféus, quase sempre alcançados por meio de sua própria intervenção divina. Ronaldo sempre ocupa o centro do palco. No Real Madrid, o treinador é relegado ao elenco de apoio", afirma o jornal. 

Esporte