PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Shakhtar vira sobre a Roma com golaço de Fred; Alisson evita derrota pior

Butko afasta a bola, observado por Kolarov, na partida entre Shakhtar e Roma - AP Photo/Efrem Lukatsky
Butko afasta a bola, observado por Kolarov, na partida entre Shakhtar e Roma Imagem: AP Photo/Efrem Lukatsky

Do UOL, em São Paulo

21/02/2018 18h38

Em partida carente de inspiração na etapa inicial, mas movimentada ofensivamente no segundo tempo, o Shakhtar Donetsk saiu em desvantagem, mas conseguiu a virada sobre a Roma: vitória por 2 a 1, nesta quarta-feira (21), em Carcóvia, pelo jogo de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões.

O turco Under colocou os italianos na frente, mas o argentino Facundo Ferreyra e o brasileiro Fred, na parte final do duelo, asseguraram o triunfo que deixa os ucranianos dependentes de um empate na partida de volta, dia 13 de março, no Estádio Olímpico de Roma, para avançar às quartas de final do torneio.

Shakhtar e Roma repetem duelo também pelas oitavas da Liga ocorrido na temporada 2010/11. Na ocasião, os ucranianos levaram a melhor.

Um frio para cada um

Shakhtar e Roma tiveram um adversário em comum no jogo desta quarta: o frio em Carcóvia. Os termômetros mediam -7 graus Celsius no momento da partida. Dez minutos antes de a bola rolar no Metalist  Stadium, vários setores da arquibancada ainda estavam vazios. Para fugir da baixa temperatura, os torcedores adiaram ao máximo a entrada na arena. Até os suplentes deram um jeito de se proteger e apelaram para os cobertores à beira do campo.

Trio brasileiro tenta, mas...

A lucidez ofensiva do Shakhtar Donetsk passa pelos pés de três brasileiros: Fred, Taison e Bernard. Quando eles não buscavam a passagem do lateral-esquerdo Ismaily (também brasileiro) nas costas de Florenzi, cuja maior deficiência é a marcação, o trio acionava Marlos (brasileiro naturalizado ucraniano) para tentar uma jogada individual.

A melhor chance dos ucranianos no primeiro tempo surgiu logo aos três minutos, em cruzamento de Ismaily após triangulação com Marlos e Bernard, mas o cruzamento para Facundo Ferreyra não foi preciso. Já a Roma só não abriu o placar na sequência, aos cinco, graças a um milagre de Pyatov, que parou arremate de Fazio na pequena área após escanteio cobrado por Kolarov.

Gol em inspiração rara no primeiro tempo

under - AP Photo/Efrem Lukatsky - AP Photo/Efrem Lukatsky
Imagem: AP Photo/Efrem Lukatsky

Sobrou vontade, mas faltou precisão às duas equipes na etapa inicial. Foram 11 tentativas de chutes a gol, mas apenas três atingiram o alvo, todas com a Roma, que abriu o placar aos 40 minutos em momento de rara inspiração na partida. Dzeko recebeu na meia-lua e deixou Cengiz Under na cara do gol, em passe nas costas de Ismaily. O turco chutou, Pyatov ainda tentou defender com o pé, mas a bola entrou. O jogador de 20 anos, sensação do clube italiano nesta temporada, marcou cinco vezes nas últimas quatro partidas.

Empate e milagres de Alisson

Enquanto a Roma voltou do intervalo optando por uma marcação mais adiantada, o Shakhtar se armou para explorar os espaços pelas laterais. O gol de empate, no entanto, saiu de um lançamento vindo da defesa. Rakitskiy mandou a bola para o ataque, Facundo Ferreyra ganhou na corrida, driblou o zagueiro Manolas e chutou colocado, sem chances para Alisson.

A virada ucraniana só não saiu na sequência porque o goleiro da Roma, titular da seleção brasileira, ratificou a boa fase com defesas milagrosas. Aos nove minutos, no puro reflexo, Alisson parou um chute de Marlos de frente para o gol. Aos 17, Taison arriscou de longe, e o camisa 1 do time italiano saltou com estilo para espalmar.

Pintura de Fred

Melhor em campo no segundo tempo, o Shakhtar Donetsk teve a postura ofensiva recompensada com a virada em casa. Após falta sofrida por Marlos perto da entrada da área, o meia brasileiro Fred bateu com perfeição, a bola bateu no travessão, próxima ao ângulo esquerdo, e entrou. Quando Alisson percebeu a passagem pela barreira, já era tarde demais.

No desespero, a Roma quase chegou ao empate em dois chutes de longe do meia brasileiro Gerson, ex-Fluminense, mas Pyatov segurou ambos. Ainda sobrou tempo para o Shakhtar quase fazer o terceiro, mas o lateral brasileiro Bruno Peres, que substituiu Florenzi no segundo tempo, tirou em cima da linha o arremate de Ferreyra.

Mike Taison

Um desentendimento entre Taison e Perotti quase terminou em confusão nos minutos finais do duelo. O meia do Shakhtar acertou uma cotovelada no argentino na lateral. O árbitro escocês William Collum puniu ambos com cartões amarelos, mas o brasileiro merecia ser expulso pela agressão gratuita.

FICHA TÉCNICA:
SHAKHTAR DONETSK 2 X 1 ROMA

Local: Metalist Stadium, em Carcóvia (Ucrânia)
Data/Hora: 21 de fevereiro de 2018, às 16h45 (de Brasília)
Árbitro: William Collum (Escócia)
Assistentes: David McGeachie e Francis Connor (ambos da Escócia)
Cartões amarelos: Taison (Shakhtar); Perotti (Roma).

GOLS: Cengiz Under, aos 40 minutos do primeiro tempo; Facundo Ferreyra, aos 6 do segundo tempo; Fred, aos 25 do segundo tempo.

SHAKHTAR DONETSK: Pyatov; Butko, Kryvtsov (Ordets), Rakitskiy e Ismaily; Stepanenko, Fred, Taison, Marlos e Bernard (Kovalenko); Facundo Ferreyra. Técnico: Paulo Fonseca.

ROMA: Alisson; Florenzi (Bruno Peres), Manolas, Fazio  e Kolarov; De Rossi, Strootman, Nainggolan (Defrel), Cengiz Under (Gerson) e Perotti; Dzeko. Técnico: Eusebio Di Francesco.

Esporte