PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Jogo dos reservas pode mudar time titular do Grêmio na Libertadores

Michel foi titular contra o Avaí e será reavaliado para saber se volta ao time - Lucas Uebel/Grêmio
Michel foi titular contra o Avaí e será reavaliado para saber se volta ao time Imagem: Lucas Uebel/Grêmio

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

30/10/2017 04h00

A atuação dos reservas diante do Avaí, pela 31ª rodada do Brasileirão, pode refletir na escalação do time titular do Grêmio no segundo jogo da semifinal da Copa Libertadores. Michel, recuperado de cirurgia no joelho esquerdo, agradou e será observado nos próximos dias. Ele pode retomar a vaga que ficou com Jailson na primeira partida com o Barcelona, em Guayaquil. Everton, apesar das duas assistências, deverá seguir no banco.

O Grêmio cheio de suplentes empatou em 2 a 2 com o Avaí, fora de casa, e teve bom desempenho no primeiro tempo. "Cada jogador, independentemente dos minutos que jogar, precisa mostrar trabalho. E fiquei satisfeito", disse Renato Gaúcho depois da partida em Florianópolis.

O jogo no estádio da Ressacada tinha esse propósito. Dar chance aos reservas, causar alguma mudança na hierarquia interna e, principalmente, valer de observação para Michel e Cristian. Os dois voltaram recentemente de lesão, mas somente o primeiro tem reais chances de jogar na quarta-feira, no jogo contra os equatorianos.

Internamente, o Grêmio vê Michel como titular, mesmo que Jailson tenha boas atuações recentes, especialmente contra o Corinthians. Em Guayaquil, ele saiu jogando e não decepcionou. Mas a hierarquia, nesse caso, segue inalterada.

Michel, portanto, só não voltará ao time titular do Grêmio se acusar dores ou apresentar desgaste muito elevado nos próximos dias. Aos olhos da direção e comissão técnica, ele fez uma partida segura e sem nenhum descompasso. Na quarta da semana passada, o Tricolor preferiu deixar seu camisa 5 no banco depois de rápida recuperação da artroscopia.

Everton, por outro lado, não deve entrar no time titular. O camisa 11 deu duas assistências, para os gols de Rafael Thyere e Kaio, mas continua com o status de suplente importante. No ano passado, chegou a ser chamado de talismã por entrar e marcar o gol da classificação diante do Palmeiras, nas quartas de final da Copa do Brasil.

Apesar da boa atuação em Santa Catarina, Everton tem contra si a queda de rendimento ao longo dos 90 minutos. E também o empenho defensivo. Esses dois aspectos, além da finalização de média e longa distância, mantêm Fernandinho como herdeiro da vaga de Pedro Rocha na equipe considerada ideal.

O Grêmio volta a treinar nesta segunda-feira à tarde e depois inicia regime de concentração. Na quarta-feira, às 21h45 (Brasília), o Tricolor pode até perder por 2 a 0 que estará classificado para sua quinta final de Libertadores na história. E o time que buscará a confirmação da vaga passa a ter uma dúvida depois da atuação dos reservas em Florianópolis.
 

Futebol