PUBLICIDADE
Topo

Libertadores - 2019

Título, chapéu polêmico e crises 'Ronaldo e Dorival'; relembre Neymar x Corinthians na Vila

Neymar comemora gol do título paulista de 2011 contra o Corinthians na Vila - Danilo Verpa/Folhapress
Neymar comemora gol do título paulista de 2011 contra o Corinthians na Vila Imagem: Danilo Verpa/Folhapress

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

13/06/2012 06h00

O retrospecto do atacante Neymar diante do Corinthians na Vila Belmiro se divide entre sucessos frustrações. Título perdido para o ídolo Ronaldo no primeiro ano como profissional, polêmico chapéu em Chicão, crise com o técnico Dorival Júnior e conquista do bicampeonato paulista em 2011 são os atrativos dos encontros do craque e o rival de Parque São Jorge.

NEYMAR X CORINTHIANS NA VILA BELMIRO

DATARESULTADOCOMPETIÇÃO
04/03/2012Santos 1 x 0 CorinthiansCampeonato Paulista
15/05/2011Santos 2 x 1 CorinthiansCampeonato Paulista
22/07/2010Santos 2 x 3 CorinthiansCampeonato Brasileiro
28/02/2010Santos 2 x 1 CorinthiansCampeonato Paulista
31/05/2009Santos 3 x 1 CorinthiansCampeonato Brasileiro
26/04/2009Santos 1 x 3 CorinthiansCampeonato Paulista

Em 2009, o primeiro embate entre Neymar e Corinthians no alçapão foi frustrante para o santista. Neymar já havia sido intimidado pelo volante Cristian na primeira fase do Campeonato Paulista, e viu Ronaldo marcar dois gols – um deles, um golaço de cobertura, na vitória do Corinthians por 3 a 1 no primeiro jogo da final do Estadual de 2009, ano em que o craque iniciou a carreira profissional. No segundo jogo disputado no Pacaembu, o empate por 1 a 1 ocasionou o primeiro título perdido por Neymar com a camisa principal do Santos.

No mesmo ano, Neymar continuou em baixa em perante o rival na Vila Belmiro. Apesar da vitória santista por 3 a 1, o craque ainda era chamado de "filé de borboleta" pelo então técnico do Santos, Vanderlei Luxemburgo, e ficou como opção no banco de reservas, entrando apenas no final da partida.

Em 2010, Neymar começou a reviravolta contra o Corinthians. Em jogo disputado pela primeira fase do Paulistão, o Santos venceu por 2 a 1, e o craque foi o protagonista da partida. O ídolo perdeu um pênalti logo aos seis minutos, mas se recuperou ao abrir o placar e dar o passe para André fechar o marcador. O santista ainda causouconfusão ao dar um chapéu com o jogo parado em Chicão.

Já no segundo semestre daquele ano, Neymar entrou em campo contra o Corinthians na Vila extremamente abalado devido à demissão de Dorival Júnior um dia antes.

Após ser xingado pelo craque em uma partida contra o Atlético-GO, Dorival afastou o atleta do jogo contra o Guarani, mas surpreendeu a todos ao anunciar a manutenção da punição por indisciplina e não relacioná-lo para o clássico. A presença de Neymar no clássico era obrigatória pela diretoria do clube.

Neymar jogou sob o comando do então treinador da equipe sub 23 do Santos, Marcelo Martelotte. O craque marcou um gol de rebote após chute de Marcel, mas teve uma participação apagada no duelo e viu o Corinthians vencer o jogo por 3 a 2.

No ano passado, Neymar só atuou em uma partida contra o rival na Vila, porém, foi o jogo mais marcante para o craque contra os corintianos. A vitória por 2 a 1 com direito a gol do camisa 11 e “frango” do goleiro Júlio César garantiu ao Santos o bicampeonato paulista. Nesta temporada, Neymar voltou a vencer o Corinthians na Vila, mas foi Ibson que marcou o único gol da partida disputada pela primeira fase do Campeonato Paulista.