PUBLICIDADE
Topo

Aguero faz três, City vence Arsenal e coloca pressão no Liverpool

Paul ELLIS / AFP
Imagem: Paul ELLIS / AFP

Do UOL, em São Paulo

03/02/2019 16h22

Em grande fase, o argentino Sergio Aguero marcou três vezes e ajudou o Manchester City a vencer o Arsenal por 3 a 1 no Etihad Stadium, neste domingo (3), pelo Campeonato Inglês.

A vitória deixa o time de Guardiola com 59 pontos, dois atrás do líder Liverpool, que joga nesta segunda-feira (4) contra o West Ham. A derrota fez o Arsenal perder duas posições na tabela e cair para o 6º lugar, já que Chelsea e Manchester United venceram na rodada e ultrapassaram o clube londrina. 

Na quarta-feira (6), o Manchester City enfrenta o Everton fora de casa em jogo adiantado da 27ª rodada. No sábado (9), o Arsenal encara o lanterna Huddersfield fora de casa. 

O melhor: Aguero

Artilheiro do Manchester City no Campeonato Inglês com 14 gols, Aguero balançou as redes em três oportunidades e foi decisivo na partida. Ele marcou quatro vezes nos últimos dois jogos do clube no torneio e quase fez o quarto, mas Leno defendeu. Cansado, foi substituído por Gabriel Jesus e saiu ovacionado pela torcida.

O pior: Iwobi

O nigeriano perdeu a bola ao tentar um drible na defesa com menos de um minuto de jogo e viu o Manchester City abrir o placar com Aguero. O atacante sentiu o lance e pouco produziu na partida até ser substituído aos 21 minutos do segundo tempo por Ramsey.

Começo avassalador

Com menos de um minuto de jogo, Laporte roubou a bola de Iwobi e cruzou para o argentino Aguero abrir o placar para o Manchester City. Aos cinco minutos, Sterling aproveitou rebote da defesa do Arsenal e chutou forte para defesa de Leno.

Gol anulado do City e resposta do Arsenal

O City fez o segundo com o zagueiro Laporte de cabeça, mas a arbitragem assinalou impedimento do defensor. No contra-ataque, Koscielny empatou. A bola foi cruzada da esquerda, Monreal desviou, e o francês mandou a bola para o fundo do gol do brasileiro Ederson.

Ritmo diminui e jogo esfria

Depois do empate do Arsenal, o City seguiu no campo adversário, mas sem tanta intensidade. Aos 18 minutos, Otamendi recebeu passe dentro da área e chutou para defesa de Leno. O time de Guardiola chegou a ter 70% da posse de bola neste momento da partida.

Fernandinho faz dupla função

O volante brasileiro foi peça essencial no esquema tático definido por Guardiola. Quando o City era atacado, Fernandinho jogava na defesa, ao lado de Otamendi. Já com a posse de bola, ele voltava ao seu papel de origem.

Ederson salva o City duas vezes

Em um rápido contra-ataque, o francês Lacazette lançou Aubameyang, que sairia sozinho para marcar, mas o brasileiro Ederson estava atento e saiu para isolar a bola e salvar o City.

Na sequência, o bósnio Kolasinac recebeu a bola no ataque e chutou com força para o gol, mas Ederson espalmou.

Aguero faz mais um

O City trocou passes desde a defesa, e a bola foi de pé em pé até Fernandinho inverter a jogada para a esquerda, onde Sterling tabelou com Gundogan e cruzou para Aguero marcar o segundo dele na partida.

City pressiona e faz o terceiro

O segundo tempo começou com o Manchester City agressivo em busca do terceiro gol, mas dando chance do contra-ataque para o Arsenal, que não conseguiu impor velocidade na transição ofensiva. 

Pela esquerda do ataque, Sterling driblou a defesa e cruzou para Aguero marcar. Os jogadores do Arsenal pediram o toque no braço do jogador do City, mas a arbitragem validou o gol do argentino.

Integrantes da CBF presentes

O auxiliar técnico de Tite na seleção brasileira, Cléber Xavier, e o coordenador do Centro de Pesquisa e Análise, Fernando Lázaro, estiveram no estádio para acompanhar o desempenho dos jogadores brasileiros. Ederson e Fernandinho foram titulares, e Gabriel Jesus começou no banco e substituiu Aguero. Danilo não entrou em campo.

Rafael Reis comenta vitória do City sobre o Arsenal: "Jogo de um time só"

UOL Esporte

FICHA TÉCNICA
MANCHESTER CITY 3 X 1 ARSENAL

Data: 3 de fevereiro de 2019, domingo, às 14h30 (de Brasília)
Local: Etihad Stadium, em Manchester (ING)
Cartões amarelos: Gundogan (MCI) e Lucas Torreira (ARS)
Gols: Aguero, a 1' e aos 44' do primeiro tempo, e aos 16' do segundo tempo; Koscielny, aos 11' do primeiro tempo.

MANCHESTER CITY: Ederson, Walker, Otamendi e Laporte; Fernandinho, Gundogan, David Silva e De Bruyne (Mahrez); Sterling, Aguero (Gabriel Jesus) e Bernardo Silva. Técnico: Pep Guardiola

ARSENAL: Leno; Koscielny, Monreal, Mustafi (Mavropanos); Torreira, Lichtsteiner, Guendouzi, Kolasinac (Denis Suárez); Lacazette, Iwobi (Ramsey) e Aubameyang. Técnico: Unai Emery

Esporte