PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Lukaku faz dois, United vence e avança na Copa da Inglaterra

OLI SCARFF/AFP
Imagem: OLI SCARFF/AFP

Do UOL, em São Paulo

17/02/2018 17h25

O Manchester United avançou às quartas de final da Copa da Inglaterra. Neste sábado (17), o time comandado por José Mourinho garantiu classificação ao vencer o Huddersfield por 2 a 0 fora de casa. Romelu Lukaku marcou os dois gols da vitória.

Os Red Devils construíram o resultado aproveitando as chances no contra-ataque – a primeira delas com menos de três minutos. Com a vantagem no placar, o Manchester soube segurar a pressão dos anfitriões e ampliou o placar no início da segunda etapa. O Huddersfield, embora tenha pressionado bastante, não conseguiu reagir.

O adversário do United na próxima fase será o Brighton, que eliminou o Coventry City neste sábado. O jogo acontecerá entre os dias 16 e 19 de março, no Old Trafford.

Herói: Lukaku decide vitória

O atacante Lukaku havia balançado as redes nas duas fases anteriores da Copa da Inglaterra e, neste sábado, precisou de menos de três minutos para voltar a marcar. Logo na primeira investida do time de Manchester, o belga disparou após passe de Mata, limpou a marcação dentro da área e bateu forte para abrir o placar.

No segundo tempo, Lukaku foi decisivo mais uma vez. O atacante puxou contra-ataque do campo de defesa, tabelou com Sánchez e arrancou para ampliar na saída do goleiro.

Festa e invasão

Torcedores do United invadem gramado para comemorar - JASON CAIRNDUFF/Reuters - JASON CAIRNDUFF/Reuters
Imagem: JASON CAIRNDUFF/Reuters

O segundo gol de Lukaku levou os torcedores do United à loucura em Huddersfield. Na comemoração, alguns torcedores - entre eles, duas crianças - invadiram o campo para festejar com o belga. Todos saíram do gramado logo em seguida, e o jogo continuou sem nenhuma complicação.

Anfitriões pressionam, mas não marcam

Apesar da vantagem do United logo no início, foi o Huddersfield quem ditou o ritmo durante a primeira etapa. Em determinado momento, os donos da casa chegaram a ter 75% de posse de bola e manteve o time de José Mourinho acuado. Nos 45 minutos iniciais, o Huddersfield teve oito finalizações, contra três do United. Mesmo com o domínio, a equipe o não conseguiu criar chances efetivas de gol.

O segundo tempo começou da mesma maneira. O Huddersfield teve volume de jogo, mas não teve uma oportunidade clara para marcar. Melhor para o Manchester, que aproveitou os espaços no contra-ataque e ampliou. Com 2 a 0 atrás, o time da casa perdeu força e acabou dominado.

VAR em ação!

O Manchester United esteve perto de ampliar o placar no fim da etapa inicial. Aos 44 minutos, Mata recebeu lançamento de Young, driblou o goleiro e empurrou para as redes. O espanhol correu para o abraço, mas teve a comemoração frustrada após ação do árbitro de vídeo, que indicou impedimento no lance.

Minutos depois, Matic aproveitou cruzamento para dentro da área e desviou para gol. Mas desta vez nem foi preciso ajuda do VAR e o auxiliar sinalizou a posição irregular.

Dèja vu?

Curiosamente, o United venceu o Huddersfield pelo mesmo placar que havia vencido duas semanas atrás, quando bateu o adversário também por 2 a 0, pela Premier League. A única diferença, no entanto, foi que naquela ocasião Lukaku marcou apenas um gol – o outro foi anotado por Sánchez.

Olho na Champions

Visando o confronto diante do Sevilla pela ida das oitavas de final da Champions League, o técnico José Mourinho poupou De Gea e optou pela escalação de Sergio Romero no gol. A partida acontece na próxima quarta-feira (21), no Estádio Ramón Sánchez Pizjuán. Além do goleiro, o meia Pogba (lesionado) também foi desfalque.

Esporte